Bem-vindo, CITRUS 7
TOTAL TRANSFERIDO BRL 1500,00 ECONOMIZADO BRL 44,00

14/07/2020 – Panorama de mercado semanal

14 de julho , 2020 | em #MeuCâmbio |

Análise Meu Câmbio

Acompanhe semanalmente a evolução do preço do dólar, euro e saiba tudo que pode influenciar o preço das moedas. Com a Meu Câmbio você tem acesso a toda a informação que precisa para escolher a melhor hora de realizar suas operações cambiais.

Cenário interno

Economia

  • O mercado brasileiro melhorou a expectativa em relação a uma contração do PIB (Produto Interno Bruto) em 2020, em comparação à semana anterior, segundo os dados do Relatório Focus divulgado dia 10/07 pelo Bacen. Seguem principais dados das medianas de mercado para 2020:
    • PIB: Queda de 6,10%
    • IPCA: 1,72%
    • Câmbio: R$/US$ 5,20
    • Selic: 2,00%
  • O mundo dos investimentos no Brasil mudou e essa indústria está mexendo rapidamente suas peças para ficar mais bem posicionada na disputa pelo mercado em crescimento. Estudo conduzido pelo banco Morgan Stanley estima que a receita das plataformas de investimentos, que foi de R$ 75 bilhões no ano passado, chegará a R$ 160 bilhões, em 2025. Motivo: com juros no menor nível da história, os brasileiros estão tendo de buscar retorno em outras modalidades de aplicação. Isso tem levado à expansão das corretoras e plataformas, mesmo que atualmente 91% dos ativos sob gestão no País estejam nas mãos dos grandes bancos. Segundo o Morgan Stanley, R$ 91 bilhões em recursos devem sair dos bancos e migrar às plataformas nos próximos cinco anos. O mercado de ações passará a responder por 25% dos ativos sob custódia, ante os 12% atuais. Já as plataformas online deverão responder por 30% a 40% das negociações feitas em 2025, contra as 9% atualmente. Há hoje cerca de dez plataformas de investimento no mercado brasileiro, com aproximadamente R$ 500 bilhões sob gestão, em 6 milhões de contas. Maior do País, a XP Investimentos tem pouco mais de 2 milhões de clientes. Depois dela, as plataformas independentes mais bem posicionadas para ganhar mercado, ainda de acordo com a pesquisa do Morgan Stanley, são BTG Pactual, Easynvest e ModalMais. No caso da XP, a participação de mercado de 6% pode chegar em 20% em 2025. (Fonte: Estadão)
  • Com liquidez sem precedentes na economia global, as empresas brasileiras anunciaram – em apenas um dia – captações que podem superar R$ 15 bilhões. O momento aproxima a Bolsa dos 100 mil pontos, marco que parecia longínquo depois da eclosão da pandemia. Das ofertas de ações na B3, Lojas Americanas poderá captar R$ 7 bilhões. A varejista vive um bom momento com o crescimento do e-commerce e está de olho em aquisições. Já a incorporadora JHSF vai lançar uma oferta da ordem de R$ 400 milhões, também para acelerar sua estratégia digital. A Cogna, por sua vez, fará a oferta inicial de ações de sua subsidiária Vasta, uma edtech (de tecnologia educacional). O lançamento, porém, será na Bolsa norte-americana Nasdaq. Não por acaso, as três ofertas têm um “lado tecnológico”. Assim como nas Bolsas dos Estados Unidos e da Ásia, companhias ligadas à tecnologia vão passar à frente de outras que estavam na fila de emissões pré-pandemia. Para completar o tabuleiro de ofertas em apenas um dia, a Vale emitiu US$ 1,5 bilhão em títulos de dívida (bonds) no exterior, para a qual atraiu demanda de US$ 9 bilhões. Desde que o mercado externo foi reaberto, no fim de maio, o Brasil e outros países latinos têm conseguido grandes volumes de recursos, assim que as ofertas são anunciadas. As cinco emissões brasileiras levadas a estrangeiros até aqui somavam US$ 8,9 bilhões. A demanda superou US$ 40 bilhões. (Fonte: Estadão)
  • O medo de pegar coronavírus impede que muitas pessoas saiam a procura de um emprego, mesmo precisando. No Brasil, 17,3 milhões de pessoas gostariam de trabalhar, mas não procuraram uma ocupação por conta da covid-19, segundo dados da Pnad-Covid (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), divulgada hoje pelo IBGE. Esse número vem subindo? Não, na verdade está caindo em relação ao começo de maio:
    • 03 a 09 de maio: 19,137 milhões
    • 10 a 16 de maio: 18,812 milhões
    • 17 a 23 de maio: 18,164 milhões
    • 24 a 30 de maio: 17,680 milhões
    • 31 de maio a 6 de junho: 17,917 milhões
    • 07 a 13 de junho: 18,164 milhões
    • 14 a 20 de junho: 17,337 milhões

Quais outros dados da Pnad-Covid-19 que merecem destaque?

  • Taxa de informalidade: caiu de 35% para 33,9% em relação à semana anterior
  • Pessoas afastadas do trabalho devido ao distanciamento: 11,1 milhões (eram 12,4 milhões)
  • População desocupada: 11,8 milhões de pessoas (eram 11,9 milhões)

(Fonte: Cultura.UOL)

  • A inflação oficial do país, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), ficou em 0,26% em junho. Ela é maior que as registradas em maio deste ano (-0,38%) e em junho de 2019 (0,01%). Com o resultado de junho, o IPCA acumula inflação de 0,10% no ano e de 2,13% em 12 meses. Os dados foram divulgados hoje (10), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A inflação em junho veio depois de duas quedas de preços consecutivas: em maio (-0,38%) e em abril (-0,31%). (Fonte: Agência Brasil – EBC)
  • CEOs de grandes companhias solicitaram nesta sexta-feira (10) ao vice-presidente Hamilton Mourão o estabelecimento de uma meta de desmatamento da Amazônia e compararam ao que já é feito com a inflação. Segundo apurou a CNN, a comparação com a meta de inflação foi feita por um dos empresários e endossada por todos. O pleito é que a meta de desmatamento seja estabelecida, divulgada a acompanhada. Mourão, que preside o Conselho Nacional da Amazônia Legal, disse que vai definir metas semestrais, mas que ainda vai depender de estudos da área técnica. Ele não colocou um prazo para que isso seja feito. Os presidentes das empresas apontaram quatro tópicos fundamentais para reduzir o desmatamento: promover a regularização fundiária, reforçar a repressão a crimes ambientais, estabelecer exigências de rastreamento de produtos, e aderir as regras de crédito de carbono no Acordo de Paris. (Fonte: CNN Brasil)
  • As exportações do agronegócio foram recordes para os meses de junho nesse mês de junho de 2020, com registros de vendas externas de US$ 10,17 bilhões. Houve crescimento de 24,5% em relação às exportações em junho de 2019 (US$ 8,17 bilhões). De acordo com o Boletim da Balança do Agronegócio, divulgado nesta sexta-feira (10) pela Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SCRI-Mapa), em nenhum ano da série histórica (1997-2020) as exportações do agronegócio ultrapassaram US$ 10 bilhões para meses de junho. O principal setor responsável pelo crescimento das exportações foi o complexo soja. As vendas externas do setor subiram de US$ 3,53 bilhões em junho de 2019 para US$ 5,42 bilhões em junho de 2020, o que representa uma alta de 53,4% ou quase US$ 1,9 bilhão de crescimento em valores absolutos. Para efeito de comparação, as exportações do agronegócio cresceram US$ 2,0 bilhões comparando-se junho de 2019 e junho de 2020. A SCRI também ressalta a retomada das exportações de açúcar, que subiram quase 1,5 milhão de toneladas relativo aos dois períodos. A China foi o principal país responsável pela expansão do volume exportado pelo Brasil, adquirindo 70% da soja em grãos brasileira em junho. O país asiático elevou ainda as aquisições de produtos do agronegócio brasileiro em US$ 1,3 bilhão entre junho de 2019 e junho de 2020: 65% do crescimento em valores absolutos das exportações brasileiras do agronegócio observados junho de 2019 e junho de 2020. O agronegócio brasileiro aumentou a sua participação nas exportações brasileiras de 44,4% (junho-2019) para 56,8% no mês pesquisado. Por sua vez, as importações do agronegócio diminuíram de US$ 984,55 milhões (junho 2019) para US$ 826,28 milhões em junho de 2020 (-16,1%). Desta forma, o saldo da balança atingiu US$ 9,3 bilhões. (Fonte: Comex do Brasil).
  • A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho informou nesta sexta-feira (10) que 12,1 milhões de acordos foram firmados pelo Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda desde o início da pandemia do novo coronavírus. A medida permite a empresários suspender o contrato ou reduzir a jornada de trabalho de funcionários em meio à crise. Para evitar demissões, o governo complementa a redução de salários com o pagamento do Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEm), calculado dentro de uma porcentagem do que o empregado receberia de seguro-desemprego relacionada à queda de renda. Segundo o Ministério da Economia, cerca de 5,4 milhões dos acordos dentro do programa correspondem à suspensão de contrato. Dentre as reduções previstas – de 25%, 50% e 75% das jornadas de trabalho –, 1,7 milhão foram reduzidos na primeira fatia, 2,2 milhões na segunda, e outros 2,5 milhões na terceira. Cerca de 170 mil acordos são referentes a trabalhadores intermitentes. A maior parte das alterações de contratos de trabalho está no setor no setor de serviços (5,5 milhões). Depois, vêm comércio (3 milhões) e indústria (2,8 milhões). (Fonte: G1)
  • Presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto disse que o impacto do crescimento na inflação definirá se há espaço para mais corte nos juros. Em entrevista à Reuters, ele avaliou que a economia iniciou sua retomada em ritmo forte, visto que dados na margem mostram inflação acima das expectativas. Taxa básica de juros da economia brasileira, a Selic está em 2,25% a.a., considerada baixa histórica, e o mercado financeiro questiona se pode cair ainda mais. Para Campos Neto, a avaliação do BC é que a projeção para o crescimento da economia tende a melhorar, sob o impacto das medidas de enfrentamento à pandemia. E isso faz, disse, com que a perspectiva de inflação possa seguir na mesma direção. “Essas duas coisas [crescimento e inflação] tendem a ir na mesma direção, ainda que entendendo que nós temos um hiato tão grande que é capaz de o crescimento voltar mais rápido sem gerar muita inflação”, avaliou. (Fonte: Eu Quero Investir)
  • A Câmara aprovou ontem o texto-base da Medida Provisória 925 de socorro ao setor aéreo. A votação foi simbólica, sem contagem de votos. A proposta determina que as companhias aéreas terão prazo de até 12 meses para devolver aos consumidores o valor das passagens canceladas entre 19 de março e 31 de dezembro de 2020 em razão do agravamento da pandemia. Pelo texto do relator, deputado Arthur Maia (DEM-BA), o consumidor terá ainda a opção de receber crédito, ao invés de reembolso, que poderá ser utilizado em até 18 meses, a contar de seu recebimento. Na proposta original do governo esse prazo era menor, de 12 meses. Caso o consumidor desista de voo realizado neste período, o passageiro poderá optar pelo reembolso em 12 meses, mas sujeito ao pagamento de eventuais penalidades contratuais. Já se a opção for pelo recebimento do crédito, não haverá incidência de qualquer penalidade. Esses prazos não se aplicam ao consumidor que desistir do voo no prazo de 24 horas a contar do recebimento do comprovante de compra de passagem adquirida com antecedência igual ou superior a sete dias em relação à data de embarque. Nesses casos, vale a regulamentação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), segundo a qual o prazo do reembolso é de sete dias a partir da solicitação do passageiro. (Fonte: Estadão)

Empresas:

  • A Latam Brasil entrou ontem com pedido de recuperação judicial nos Estados Unidos, com base no chamado Chapter 11 – legislação que regula o tema no mercado americano. Entre os motivos apresentados pela empresa, que acumula dívidas de R$ 13 bilhões, estão a demora para fechar financiamento com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a possibilidade de acesso a um empréstimo de US$ 2,4 bilhões que será concedido por acionistas da companhia e pela Oaktree Capital Management, americana que investe em empresas em dificuldades financeiras. Para tentar se reestruturar financeiramente, o grupo Latam e suas afiliadas no Chile, no Peru, na Colômbia, no Equador e nos Estados Unidos já haviam pedido a proteção contra credores em Nova York em 26 de maio, mas a unidade brasileira havia ficado de fora. (Fonte: Estadão)

No cenário externo:

  • Conselho Europeu, órgão máximo da União Europeia (UE), propôs nesta sexta-feira (10) a criação de um fundo de US$ 5 bilhões como proteção a eventuais problemas envolvendo o Brexit. Também foi anunciada uma proposta revisada para o orçamento plurianual do bloco e para o plano de recuperação da economia local, atingida pela crise do novo coronavírus. O plano foi batizado de “Próxima Geração”. (Fonte: O Estado de Minas)
  • O ministro de Finanças do Reino Unido, Rishi Sunak, anunciou nesta quarta-feira uma série de medidas para estimular a economia britânica, principalmente seu mercado de trabalho, em meio à pandemia do novo coronavírus. Como se esperava, Sunak disse que o governo britânico vai inicialmente destinar 2 bilhões de libras para um programa de incentivo à contratação de jovens e pagar a empregadores bônus de 1.000 libras por cada trabalhador que voltar dos atuais esquemas de licença que vencem no fim de outubro. Em discurso no Parlamento, Sunak afirmou que a questão do emprego é o desafio mais urgente que o Reino Unido enfrenta durante a crise gerada pela covid-19. Também como previsto, Sunak disse que o governo vai alocar mais 3 bilhões de libras para aprimorar a eficiência energética de residências e prédios públicos, numa iniciativa que deve sustentar mais de 100 mil empregos, assim como ampliar a isenção de um imposto para imóveis de até 500 mil libras – quatro vezes acima do valor atual – até o fim de março de 2021, numa tentativa de impulsionar o mercado imobiliário e a economia de modo geral. (Fonte: Isto é Dinheiro)
  • A Argentina não tem espaço para melhorar sua mais recente oferta de reestruturação de dívidas aos credores, disse à Reuters nesta quarta-feira o ministro da Economia, Martín Guzmán, enquanto o país procura conquistar os detentores de títulos para chegar a um acordo e evitar um conturbado default e um impasse legal. A Argentina divulgou no domingo o que disse ser sua oferta “final” para renovar cerca de 65 bilhões de dólares em dívida externa, que atraiu o apoio inicial de alguns credores e ajudou a elevar os preços dos títulos soberanos nesta semana. “Fizemos o máximo de nossos esforços”, disse Guzmán à Reuters e a outra organização de mídia em uma entrevista em seu escritório em Buenos Aires, acrescentando que “claramente não havia” espaço para alterar ainda mais a oferta. (Fonte: Money Times)
  • Os custos de empréstimos do governo na zona do euro diminuíram e voltaram aos níveis registrados antes do início da crise causada pelo coronavírus (covid-19). A informação foi divulgada pelo jornal britânico “Financial Times” nesta terça-feira (7). O fato do rendimento dos títulos públicos na zona do euro ter diminuído no último mês mostra que o Banco Central Europeu (BCE) foi capaz de restaurar a confiança dos investidores nas dívidas dos países europeus. Vale ressaltar que os rendimentos aumentam quando os preços caem, de forma que quanto maior a procura dos investidores por títulos de dívida pública, menor é o rendimento desse ativo. O rendimento dos títulos na Itália e em outros países do sul da Europa aumentou em março, quando ficou claro que a pandemia do Covid-19 e o fechamento de lojas e negócios levariam ao colapso da atividade econômica. Outro fator que contribuiu ao recente movimento de queda foi o aumento nos empréstimos do governo destinados a apoiar empresas e famílias. No entanto, o programa de compras de ativos do BCE, avaliado inicialmente em € 750 bilhões (cerca de R$ 4,5 trilhões), contribuiu para o otimismo do mercado, diminuindo os custos dos empréstimos e tornando os investidores mais confiantes em manter os títulos de dívida dos países “mais fracos economicamente”. (Fonte: Suno Notícias)
  • Covid faz Trump perder voto latino na Flórida. Estado bateu o recorde de número de novos casos de coronavírus em 24 horas nos EUA, com 15 mil contaminações ontem; resposta do presidente à crise tem sido criticada e ele perde terreno em uma região que foi decisiva nas últimas seis eleições presidenciais. Há quase 25 anos, quem vence na Flórida leva a eleição presidencial. O Estado oscila entre republicanos e democratas, sempre com margens mínimas. Trump derrotou Hillary Clinton, em 2016, e ganhou os 29 delegados estaduais no Colégio Eleitoral. Agora, porém, o presidente está atrás de Biden nas pesquisas – o democrata tem 6,3 pontos porcentuais de vantagem, segundo a média de sondagens do site Fivethirtyeight. (Fonte: Estadão)

Dólar e aversão ao risco

índice de volatilidade dos preços das opções do S&P 500

O VIX trabalhou na última semana na média de 28,40. A volatilidade ainda continua muito alta, mas com valores abaixo do pico de 16/03 onde trabalhou na faixa de 82,60.

Perspectivas

A previsão do dólar para 2020

As expectativas dos 100 economistas consultados pelo Banco Central são:

  • Valor mínimo esperado: R$ 4,55
  • Valor médio esperado: R$ 5,25
  • Valor máximo esperado: R$ 5,80

Previsão para PIB

As expectativas dos 73 economistas consultados pelo Banco Central são:

Previsão para IPCA

As expectativas dos 117 economistas consultados pelo Banco Central são:

Dólar americano:

No fechamento de 13/07, o dólar comercial operava em alta de 1,25% cotado a 5,3885

O Dólar Turismo neste mesmo horário era oferecido pela Meu Câmbio a R$ 5,661 + IOF.

Dólar / Real
PeríodoVariaçãoTaxa
13/jul/201,25%5,3885
Na semana0,69%5,3518
No mês-0,88%5,4362
No ano34,32%4,0118

Euro:

No fechamento de 13/07, o euro operava em alta de 1,73%, cotado a R$ 6,1170.

O Euro Turismo neste mesmo horário era oferecido pela Meu Câmbio a R$ 6,435 + IOF.

Euro / Real
PeríodoVariaçãoTaxa
13/jul/201,73%6,1170
Na semana1,07%6,0520
No mês0,43%6,0910
No ano36,11%4,4940

Próximos eventos internacionais relevantes:

DataHorárioMoedaEventoPrevisão AtualÚltima Previsão
WedJul 1515th-18thCNYForeign Direct Investment ytd/y -3.8%
 TentativeEURGerman 10-y Bond Auction -0.38|1.8
 9:30amUSDEmpire State Manufacturing Index10.0-0.2
  USDImport Prices m/m1.0%1.0%
 10:15amUSDIndustrial Production m/m4.5%1.4%
  USDCapacity Utilization Rate67.9%64.8%
 11:30amUSDCrude Oil Inventories 5.7M
 1:00pmUSDFOMC Member Harker Speaks  
 3:00pmUSDBeige Book  
 11:00pmCNYGDP q/y2.2%-6.8%
  CNYFixed Asset Investment ytd/y-3.4%-6.3%
  CNYIndustrial Production y/y4.8%4.4%
  CNYNBS Press Conference  
  CNYRetail Sales y/y0.5%-2.8%
  CNYUnemployment Rate5.9%5.9%
ThuJul 163:45amEURFrench Final CPI m/m-0.1%-0.1%
 5:00amEURItalian Trade Balance -1.16B
 6:00amEURTrade Balance5.0B1.2B
 TentativeEURSpanish 10-y Bond Auction 0.45|2.1
 8:45amEURMain Refinancing Rate0.00%0.00%
  EURMonetary Policy Statement  
 9:30amEURECB Press Conference  
  USDCore Retail Sales m/m4.5%12.4%
  USDRetail Sales m/m4.6%17.7%
  USDPhilly Fed Manufacturing Index20.027.5
  USDUnemployment Claims1250K1314K
 11:00amUSDBusiness Inventories m/m-2.3%-1.3%
  USDNAHB Housing Market Index6058
 11:30amUSDNatural Gas Storage 56B
 12:10pmUSDFOMC Member Williams Speaks  
 5:00pmUSDTIC Long-Term Purchases -128.4B
FriJul 176:00amEURFinal CPI y/y0.3%0.3%
  EURFinal Core CPI y/y0.8%0.8%
 9:30amUSDBuilding Permits1.30M1.22M
  USDHousing Starts1.17M0.97M
 11:00amUSDPrelim UoM Consumer Sentiment79.978.1
  USDPrelim UoM Inflation Expectations 3.0%

RELACIONADOS


28/07/2020 – Panorama de mercado semanal

Análise Meu Câmbio Acompanhe semanalmente a evolução do preço do dólar, euro e saiba tudo que pode influenciar o preço das moedas. Com a Meu Câmbio você tem acesso a toda a informação qu […] LEIA MAIS


21/07/2020 – Panorama de mercado semanal

Análise Meu Câmbio Acompanhe semanalmente a evolução do preço do dólar, euro e saiba tudo que pode influenciar o preço das moedas. Com a Meu Câmbio você tem acesso a toda a informação qu […] LEIA MAIS

Recentes


28/07/2020 – Panorama de mercado semanal

Análise Meu Câmbio Acompanhe semanalmente a evolução do preço do dólar, euro e saiba tudo que pode influenciar o preço das moedas. Com a Meu Câmbio você tem acesso a toda a informação qu […] LEIA MAIS


21/07/2020 – Panorama de mercado semanal

Análise Meu Câmbio Acompanhe semanalmente a evolução do preço do dólar, euro e saiba tudo que pode influenciar o preço das moedas. Com a Meu Câmbio você tem acesso a toda a informação qu […] LEIA MAIS