Bem-vindo, CITRUS 7
TOTAL TRANSFERIDO BRL 1500,00 ECONOMIZADO BRL 44,00

15/09/2020 – Panorama de mercado semanal

15 de setembro , 2020 | em #MeuCâmbio |

Análise Meu Câmbio

Acompanhe semanalmente a evolução do preço do dólar, euro e saiba tudo que pode influenciar o preço das moedas. Com a Meu Câmbio você tem acesso a toda a informação que precisa para escolher a melhor hora de realizar suas operações cambiais.

Cenário interno

Economia

Em meio às incertezas sobre os impactos da pandemia de coronavírus no país e no mundo, o mercado brasileiro melhorou a expectativa em relação a uma contração do PIB (Produto Interno Bruto) em 2020, em comparação à semana anterior, segundo os dados do Relatório Focus divulgado dia 11/09 pelo Bacen. Seguem principais dados das medianas de mercado para 2020:

  • PIB: Queda de 5,11%
  • IPCA: 1,94%
  • Câmbio: R$/US$ 5,25
  • Selic: 2,00%

O nível de atividade da economia brasileira cresceu pelo terceiro mês seguido em julho, segundo números divulgados nesta segunda-feira, 14, pelo Banco Central. O Índice de Atividade Econômica (IBC-Br), considerado uma “prévia” do Produto Interno Bruto (PIB), apresentou crescimento de 2,15% em julho, na comparação com o mês anterior. O número foi calculado após ajuste sazonal, uma espécie de “compensação” para comparar períodos diferentes. O resultado ficou perto do piso do intervalo das estimativas do mercado financeiro e bem abaixo da mediana. Os analistas consultados pelo Projeções Broadcast esperavam resultado entre 2% e 6,10%, com mediana de 3,30%. (Fonte: Estadão)

A safra brasileira de grãos 2019/20 deve registrar recorde de 257,8 milhões de toneladas, representando aumento de 4,5%, ou 11 milhões de t, em comparação com o período anterior 2018/19 (246,8 milhões de t). Os números fazem parte do 12º e último levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), sobre a safra 2019/20, divulgado nesta quinta-feira (10/9). Conforme comunicado da estatal, o recorde deve-se ao aumento de 4,2% na área plantada, aliado ao ganho de 0,3% naprodutividade. Ainda faltam os resultados das culturas de inverno, principalmente o trigo, que passam por etapas que vão da fase vegetativa à finalização de colheita. Também devem ser incluídas nesta consolidação as culturas da região de Sealba (Sergipe, Alagoas e nordeste da Bahia), destaca a Conab. (Portal DBO)

Puxado pela alta nos preços de alimentos e da gasolina, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado a inflação oficial do país, subiu 0,24% em agosto, abaixo da taxa de 0,36% registrada em julho, conforme divulgou nesta quarta-feira (9) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Apesar da desaceleração em relação ao mês anterior, trata-se do terceiro avanço seguido e o maior resultado para um mês de agosto desde 2016, quando o IPCA foi de 0,44%. Em agosto de 2019, a taxa havia sido de 0,11%. No acumulado em 2020, o IPCA registra alta de apenas de 0,70%, e em 12 meses, de 2,44%, ainda abaixo do piso da meta do governo para o ano, que é de 2,5%. (Fonte: G1)

O fluxo cambial total do ano até 4 de setembro foi negativo em US$ 15,872 bilhões, informou nesta quarta-feira, 9, o Banco Central. No mesmo período de 2019, o resultado havia sido negativo em US$ 8,100 bilhões. O resultado do ano está diretamente ligado aos efeitos da pandemia de covid-19 sobre a economia. Em meio à crise, investidores aceleraram em março e abril o envio de dólares a outros países, em movimento de busca por segurança. Em maio, porém, houve fluxo de entrada líquida de recursos no Brasil. Nos meses de junho e julho, ocorreram saídas líquidas. Em agosto, houve novo saldo positivo. No ano até 4 de setembro, a saída líquida de dólares pelo canal financeiro foi de US$ 47,979 bilhões. Este resultado é fruto de aportes no valor de US$ 330,816 bilhões e de envios no total de US$ 378,792 bilhões. O segmento reúne investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações. (Fonte: Seu Dinheiro)

As medidas de controle nos gastos com pessoal e as alterações nas regras do RH do setor público em discussão na reforma administrativa podem resultar em uma economia entre R$ 673 bilhões e R$ 816 bilhões em dez anos, para União Estados e municípios, segundo cálculos do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O impacto é fruto do congelamento de salários por dois anos, já aprovada pelo Congresso, e de eventuais mudanças nas carreiras daqui para frente, cujas propostas ainda estão em discussão dentro do governo. Os Estados e o Distrito Federal são os que têm mais espaço para frear os gastos com a folha do funcionalismo e podem poupar de R$ 286,2 bilhões a R$ 339,7 bilhões na comparação com um cenário sem reforma. Nos municípios, a redução de despesas pode ficar entre R$ 200 bilhões e R$ 224 bilhões. Para a União, o estudo estima a possibilidade de economia de R$ 186,9 bilhões a R$ 252,3 bilhões. (Fonte: Estadão)

No cenário externo:

A Argentina está tentando evitar reembolsos ao Fundo Monetário Internacional (FMI) no período de 2021-2024, enquanto negocia um novo acordo com o credor, disse o ministro da Economia, Martín Guzmán, ao La Nación em reportagem publicada neste domingo. O país, que está entrando em seu terceiro ano de recessão, iniciou no mês passado negociações com o fundo sobre um acordo para substituir um acordo fracassado de 2018 que já viu cerca de 44 bilhões de dólares desembolsados. “O objetivo é muito claro: primeiro, não queremos enfrentar pagamentos ao Fundo no período 2021-2024”, disse Guzmán, que este mês selou reestruturações de mais de 100 bilhões de dólares da dívida em moeda estrangeira da Argentina com credores privados. “Temos que ter um horizonte claro em termos de carga financeira nos próximos anos e estamos caminhando nessa direção. Isso vai exigir negociações que vão demorar um pouco.” A Argentina atualmente enfrenta a maior parte de seus reembolsos em seu acordo standby feito com o FMI em 2022-2023, quando quase 40 bilhões precisam ser disponibilizados. O Fundo disse que quer trabalhar de forma construtiva com o país. (Fonte: Reuters)

Após uma semana de tensões com a União Europeia, o Reino Unido anunciou nesta sexta-feira, 11, um acordo de livre comércio com o Japão, seu primeiro grande tratado comercial pós-Brexit. O pacto é baseado no acordo entre UE e Japão que entrou em vigor no ano passado, mas que deixará de ser aplicado ao Reino Unido a partir de 31 de dezembro, quando termina o prazo de transição após a saída britânica do bloco.  (Fonte: Veja)

O Banco Central Europeu (BCE) decidiu deixar sua política monetária inalterada após reunião concluída nesta quinta-feira, 10, mas reiterou que continua disposto a ajustar “todos os seus instrumentos”, conforme for apropriado. As principais taxas de juros do BCE, a de refinanciamento e a de depósitos, permaneceram em 0% e -0,50%, respectivamente. Além disso, o BCE manteve o volume de seu Programa de Compras de Emergência na Pandemia (PEPP, na sigla em inglês) em 1,35 trilhão de euros. O BCE também deixou inalterado o tamanho do Programa de Compras de Ativos (APP, na sigla em inglês), em 120 bilhões de euros, a um ritmo mensal de 20 bilhões de euros. Segundo a instituição, as compras do APP serão realizadas “pelo tempo que for necessário”. (Fonte: Seu Dinheiro)

A União Europeia (UE) ameaçou nesta quinta-feira (10/09) iniciar uma ação legal contra o Reino Unido para contestar um projeto de lei que viola o acordo do Brexit e alertou que a proposta pode afetar as futuras relações entre Bruxelas e Londres. O alerta foi dado após uma reunião de emergência entre representantes do governo britânico e do bloco europeu na capital britânica. A proposta de lei apresentada pelo governo do premiê Boris Johnson é destinada a regular o comércio interno do Reino Unido se não houver um acordo comercial entre Londres e Bruxelas quando o atual período de transição terminar, em 31 de dezembro deste ano. A legislação daria a Londres poder para mudar unilateralmente o acordo do divórcio assinado com Bruxelas, violando assim o direito internacional. No acordo de saída, o Reino Unido concordou que a Irlanda do Norte seguiria as regras da UE sobre produtos caso não haja um acordo comercial entre Londres e Bruxelas no final do período de transição do Brexit para evitar uma fronteira física com a Irlanda, pois esta prejudicaria o acordo de paz que encerrou o conflito na região. Isso implicaria a criação de uma fronteira alfandegária no mar da Irlanda, algo que Johnson quer modificar com a proposta de lei. Agora o governo britânico alega que a nova lei definirá as circunstâncias específicas em que o Reino Unido poderá alterar, de forma unilateral, partes do acordo assinado com Bruxelas no ano passado. A União Europeia afirmou que a tentativa de mudar o acordo do Brexit “prejudicou seriamente a confiança” que tinha no Reino Unido e destacou que a proposta de lei irá minar o acordo de paz assinado entre as Irlandas, que pôs fim a décadas de violência na região. (Fonte: Deutsche Welle)

Além da pandemia, da crise econômica e dos protestos sociais nos EUA, a campanha de Donald Trump enfrenta um outro problema grave: a falta de dinheiro. Segundo reportagem do New York Times, em poucos meses, Trump perdeu a enorme vantagem financeira que tinha sobre o rival democrata Joe Biden. Ontem, o presidente sugeriu que pode colocar dinheiro do próprio bolso na corrida presidencial. “Se precisar, eu farei”, disse Trump. Segundo a reportagem, do total de US$ 1,1 bilhão arrecadado pela campanha e pelo Partido Republicano, entre o início de 2019 e julho, mais de US$ 800 milhões já foram gastos. Estrategistas republicanos estariam preocupados com uma provável crise de caixa a menos de 60 dias da eleição, afirma a reportagem, citando funcionários da campanha. (Fonte: Estadão)

Dólar e aversão ao risco

(índice de volatilidade dos preços das opções do S&P 500)

O VIX trabalhou em leve alta na última semana na média de 29,15, contra 28,69 da semana anterior.

Perspectivas

A previsão do dólar para 2020

As expectativas dos 104 economistas consultados pelo Banco Central são:

  • Valor mínimo esperado: R$ 5,00
  • Valor médio esperado: R$ 5,31
  • Valor máximo esperado: R$ 5,60

Previsão para PIB

As expectativas dos 81 economistas consultados pelo Banco Central são:

Previsão para IPCA

As expectativas dos 123 economistas consultados pelo Banco Central são:

Dólar americano:

No fechamento de 14/09, o dólar comercial operava em queda de 1,09% cotado a 5,2755

O Dólar Turismo neste mesmo horário era oferecido pela Meu Câmbio a R$ 5,477 + IOF.

Dólar / Real
PeríodoVariaçãoTaxa
14/set/20-1,09%5,2755
Na semana0,00%5,2753
No mês-3,74%5,4806
No ano31,50%4,0118

Euro:

No fechamento de 14/09, o euro operava em queda de 0,90%, cotado a R$ 6,257.

O Euro Turismo neste mesmo horário era oferecido pela Meu Câmbio a R$ 6,508 + IOF.

Euro / Real
PeríodoVariaçãoTaxa
14/set/20-0,90%6,2570
Na semana-0,45%6,2850
No mês-4,36%6,5420
No ano39,23%4,4940

Próximos eventos internacionais relevantes:

DataHorárioMoedaEventoPrevisão AtualÚltima Previsão
WedSep 166:00amEURTrade Balance17.3B17.1B
 TentativeEURGerman 30-y Bond Auction -0.05|2.9
 9:30amUSDCore Retail Sales m/m1.0%1.9%
  USDRetail Sales m/m1.1%1.2%
 11:00amUSDBusiness Inventories m/m0.2%-1.1%
  USDNAHB Housing Market Index7878
 11:30amUSDCrude Oil Inventories 2.0M
 3:00pmUSDFOMC Economic Projections  
  USDFOMC Statement  
  USDFederal Funds Rate<0.25%<0.25%
 3:30pmUSDFOMC Press Conference  
 5:00pmUSDTIC Long-Term Purchases 113.0B
ThuSep 175:00amEURItalian Trade Balance5.20B6.23B
 6:00amEURFinal CPI y/y-0.2%-0.2%
  EURFinal Core CPI y/y0.4%0.4%
 9:30amUSDPhilly Fed Manufacturing Index15.017.2
  USDUnemployment Claims825K884K
  USDBuilding Permits1.51M1.50M
  USDHousing Starts1.47M1.50M
 11:30amUSDNatural Gas Storage 70B
FriSep 183:00amEURGerman PPI m/m0.0%0.2%
 5:00amEURCurrent Account 20.7B
 9:30amUSDCurrent Account-158B-104B
 11:00amUSDCB Leading Index m/m1.3%1.4%
  USDPrelim UoM Consumer Sentiment75.074.1
  USDPrelim UoM Inflation Expectations 3.1%

RELACIONADOS


Termine sua semana bem informado com nosso #CaféComCâmbio de hoje 23/10

Câmbio de importação com as melhores informações e economia é na Meu Câmbio MERCADO AGORA (10h00) Cotação dólar comercial: R$ 5,5910 -0,05% Cotação euro comercial: R$ 6,623 +0,16 […] LEIA MAIS


Comece a sua quinta-feira bem informado com nosso #CaféComCâmbio de hoje 22/10

Câmbio de importação com as melhores informações e economia é na Meu Câmbio Mercado agora (09h30): Dólar hoje: R$ 5,6120 -0,04% Euro hoje: R$ 6,6376 -0,22% Agenda do dia:LEIA MAIS

Recentes


Termine sua semana bem informado com nosso #CaféComCâmbio de hoje 23/10

Câmbio de importação com as melhores informações e economia é na Meu Câmbio MERCADO AGORA (10h00) Cotação dólar comercial: R$ 5,5910 -0,05% Cotação euro comercial: R$ 6,623 +0,16 […] LEIA MAIS


Comece a sua quinta-feira bem informado com nosso #CaféComCâmbio de hoje 22/10

Câmbio de importação com as melhores informações e economia é na Meu Câmbio Mercado agora (09h30): Dólar hoje: R$ 5,6120 -0,04% Euro hoje: R$ 6,6376 -0,22% Agenda do dia:LEIA MAIS