Bem-vindo, CITRUS 7
TOTAL TRANSFERIDO BRL 1500,00 ECONOMIZADO BRL 44,00

25/08/2020 – Panorama de mercado semanal

25 de agosto , 2020 | em #MeuCâmbio |

Análise Meu Câmbio

Acompanhe semanalmente a evolução do preço do dólar, euro e saiba tudo que pode influenciar o preço das moedas. Com a Meu Câmbio você tem acesso a toda a informação que precisa para escolher a melhor hora de realizar suas operações cambiais.

Cenário interno

Economia

  • Em meio às incertezas sobre os impactos da pandemia de coronavírus no país e no mundo, o mercado brasileiro melhorou a expectativa em relação a uma contração do PIB (Produto Interno Bruto) em 2020, em comparação à semana anterior, segundo os dados do Relatório Focus divulgado dia 21/08 pelo Bacen. Seguem principais dados das medianas de mercado para 2020:
    • PIB: Queda de 5,46%
    • IPCA: 1,71%
    • Câmbio: R$/US$ 5,20
    • Selic: 2,00%
  • O Brasil fechou os primeiros sete meses do ano com recorde nas exportações do agronegócio. O setor acumulou US$ 61,2 bilhões em receita e 131,5 milhões de toneladas. Comparado a 2019, o crescimento foi de 9,2% em valor e de 17% na quantidade exportada. Segundo análise da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), baseada em dados do Ministério da Economia, o saldo da balança comercial do setor registrou superávit de US$ 54 bilhões, maior valor da história para o período. Os principais produtos exportados de janeiro a julho foram a soja em grãos (US$ 23,8 bilhões), a carne bovina in natura (US$ 4,2 bilhões), a celulose (US$ 3,6 bilhões), o açúcar de cana em bruto (US$ 3,5 bilhões) e o farelo de soja (US$ 3,5 bilhões). Juntos, os cinco produtos representaram 62,9% das exportações. A China foi o principal importador do Brasil. O país foi destino de 39,2% dos embarques, gerando receita de US$ 24 bilhões. Na sequência, vieram União Europeia, para onde foram 16% das vendas, Estados Unidos (6%), Japão (2,1%) e Hong Kong (2%). (Fonte: Globo Rural)
  • Esperados para o próximo dia 1º de setembro, os dados do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro deverão mostrar que o tombo da economia com a pandemia no 2º trimestre deste ano foi menor do que o inicialmente se imaginava. Mas é consenso entre o mercado e o próprio governo que a retração do foi drástica, colocando o país em recessão técnica – ou seja, com recuo do nível de atividade por dois trimestres consecutivos. Mesmo com uma reação forte de setores como comércio e indústria nos últimos meses, e melhora das expectativas para o PIB de 2020, os analistas avaliam que o país só deverá recuperar o patamar pré-pandemia em 2022, e alertam para o risco de perda de fôlego da economia a partir do final do ano, em meio ao encerramento ou enxugamento de medidas de alívio dos reflexos da pandemia no país e aumento do desemprego. (Fonte: G1)
  • O ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou hoje a prorrogação da possibilidade de redução de jornada ou suspensão do contrato de trabalho por mais dois meses. O governo avalia que o Bem (Programa Emergencial de Preservação da Renda e do Emprego) tem contribuído para evitar demissões durante a pandemia. “Talvez tenha sido nosso programa mais efetivo em termos de gasto: foram investidos aproximadamente R$ 20 bilhões para preservar quase 16 milhões de empregos”, disse o ministro durante coletiva. “[O Bem] está tendo tanto sucesso que vamos estendê-lo por mais dois meses para continuar preservando esses empregos enquanto a economia brasileira vai se recuperando.”. (Fonte: UOL)
  • A contração da atividade e a suspensão de vários tributos durante a pandemia fizeram a arrecadação federal fechar julho no menor nível para o mês desde 2009. No mês passado, as receitas da União somaram R$ 115,99 bilhões, com recuo de 17,68% em relação a julho de 2019, descontada a inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Nos sete primeiros meses do ano, a arrecadação federal somou R$ 781,956 bilhões. Esse também representa o menor valor para o período de janeiro a julho desde 2009. Em relação ao mesmo período do ano passado, a arrecadação acumulada desabou 15,16%, em valores também corrigidos pela inflação. (Fonte: ISTOÉ Dinheiro)
  • Apesar da queda na inflação no mês de julho, o acumulado no ano ainda registra alta de quase 5%. Os percentuais foram puxados, sobretudo, pelos itens de supermercado, como o arroz, feijão, o leite e a cebola. Em geral, os produtos de hortifruti tiveram queda de preços de 2,52%, em média. Batata e tomate estão mais baratos, em média 18 e 19%, respectivamente. Na contramão dos hortifrutis, as carnes bovinas registraram o terceiro aumento seguido. Os preços estão 1,15% mais altos, mas no acumulado de 2020 a queda chega a 3%. (Fonte: G1)
  • O Produto Interno Bruto (PIB, a soma de todos os bens e serviços produzidos no país) caiu 8,7% no segundo trimestre deste ano, em relação ao período imediatamente anterior, na análise da série dessazonalizada. É o que indica o Monitor do PIB, divulgado hoje (18) pela Fundação Getulio Vargas. De acordo com o coordenador do Monitor do PIB-FGV, Cláudio Considera, o resultado da economia no segundo trimestre foi “o pior já vivenciado pelo país desde 1980”. Já na avaliação mensal, o indicador da atividade econômica do Brasil teve alta de 4,2% em junho, se comparado a maio. Na comparação interanual, a economia recuou 10,5% entre abril em junho e 6,5% em junho. (Fonte: ISTOÉ Dinheiro)
  • A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu na sexta-feira, em deliberação virtual, pela constitucionalidade da cobrança do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) também na revenda de produtos importados. De acordo com a Advocacia Geral da União (AGU), a decisão evitou um prejuízo de R$ 56 bilhões para os cofres federais. Além de preservar a arrecadação do tributo, a AGU defendeu a continuidade da cobrança do IPI na saída do produto das empresas importadoras para equalizar e estabilizar o mercado nacional. Para o governo, deixar de cobrar o IPI na revenda desses bens poderia prejudicar as indústrias sediadas no Brasil. “A tributação do produto importado na entrada e na saída do estabelecimento importador é justamente o que confere condições de igualdade para os produtos nacionais e seus similares importados”, justificou o órgão. (Fonte: Estadão)
  • A chanceler alemã, Angela Merkel, expressou ontem pela primeira vez “sérias dúvidas” sobre o futuro do acordo comercial entre a União Europeia (UE) e os países do Mercosul, dada a ameaça ecológica que paira sobre a Amazônia no Brasil. “Temos sérias dúvidas de que o acordo possa ser aplicado conforme o planejado”, disse o porta-voz do chanceler, Steffen Seibert. A União Europeia e os países do Mercosul (Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai) assinaram o acordo de livre-comércio no ano passado. Mas, para ser definitivamente validado, ele precisa ser ratificado por todos os Parlamentos nacionais. O Parlamento austríaco e, recentemente, o também o holandês já rejeitaram o pacto em sua forma atual. Outros países, como Bélgica, França, Irlanda e Luxemburgo, foram críticos. Até agora, a Alemanha apareceu como um dos grandes promotores desse acordo. (Fonte: Estadão)
  • O resultado do lucro do Banco Central no caixa do Tesouro Nacional tem potencial para reduzir em quase 10% a dívida pública interna brasileira, que já alcança R$ 4,151 trilhões. A equipe econômica está de olho em uma parcela de R$ 400 bilhões do resultado positivo do primeiro semestre, que somou R$ 521,1 bilhões. O repasse depende de aprovação do Conselho Monetário Nacional (CMN), órgão formado por representantes do Ministério da Economia e do Banco Central. Na terça-feira, o secretário do Tesouro Nacional, Bruno Funchal, afirmou que o governo observa uma “severa restrição de liquidez” por causa da pandemia. Ou seja, segundo ele, há preocupação com a disponibilidade de recursos para que o governo honre seus compromissos, especialmente de refinanciamento da dívida pública. Isso porque houve o que se chama de encurtamento da dívida do governo, o que obriga o Tesouro a ter mais recursos para a rolagem nos próximos meses. (Fonte: Estadão)

Emprego:

  • Após quatro meses de queda, o emprego cresceu no Brasil. Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), de julho mostrou um saldo positivo de 131.010 novos postos de trabalho formal no mês. É o resultado de 1.043.650 admissões e 912.640 desligamentos no período. Isso representa 14% a mais de contratações se comparado com o mês anterior. A Indústria liderou a geração de empregos formais, com saldo positivo de 53.590 em julho. Depois dela, vieram os setores de Construção (41.986), Comércio (28.383) e agropecuária (23.027). O setor de Serviços registrou saldo negativo de 15.948 empregos. Além do número de admissões ter aumentado 14%, os desligamentos caíram no período. Em junho 935.646 pessoas perderam o emprego e em julho foram registrados 912.640 desligamentos. (Fonte: Portal Brasil)

No cenário externo:

  • O Fundo Monetário Internacional (FMI) publicou nesta quinta-feira (20) um estudo sobre os impactos da Covid-19 no turismo internacional, dentro do seu Relatório do Setor Externo 2020. A organização diz que a queda vertiginosa do turismo terá um impacto desproporcional nos países que dependem de viajantes estrangeiros, com efeitos potencialmente em grande escala nas contas nacionais de suas economias. Bloqueios relacionados a pandemia, cancelamentos de voos e fechamentos de fronteiras, tudo vai no coração da economia de certos países. Costa Rica, Grécia, Marrocos, Portugal e Tailândia podem estar entre os países mais atingidos, com perdas na receita do turismo superiores a 3% do PIB. Isso em um cenário que prevê reaberturas graduais em setembro, com uma queda de cerca de 70% nas receitas do turismo em 2020. (Fonte: Eu Quero Investir!)
  • O governo argentino anunciou na noite desta sexta-feira (21) a publicação de um decreto que torna telefonia móvel e fixa, internet e TV paga como “serviços públicos essenciais”. As tarifas serão congeladas até o dia 31 de dezembro. “Dadas as restrições que a pandemia nos impõe, ninguém deve abrir mão de parte de sua renda para fazer frente aos aumentos dos preços desses serviços”, afirmou o presidente argentino, Alberto Fernández, em sua conta no Twitter. Segundo o presidente argentino, com a medida, o Estado recupera “instrumentos regulatórios que o governo anterior (de Mauricio Macri) tirou do Estado”. “O direito dos usuários e consumidores é um direito constitucionalmente reconhecido. A partir de agora, não poderá haver reajustes sem a prévia aprovação do Estado”, afirmou Fernández. O congelamento de tarifas deve provocar pesadas perdas financeiras às companhias que operam os serviços. Entre janeiro e julho deste ano, o país vizinho acumula inflação de 15,8%. Em 2019, a taxa foi de 53,8%. Fernández informou ainda que irá ordenar que as empresas ofereçam “planos inclusivos de prestação básica, universal e obrigatória” para a parcela mais pobre da população na Argentina: “A educação, o acesso ao conhecimento, à cultura e à comunicação são direitos básicos que devemos preservar”, afirmou. (Fonte: IG – Economia)
  • Os últimos números de atividade econômica da zona do euro sugerem que a recuperação da região após o choque inicial do novo coronavírus não será em forma de “V”, segundo avaliação da ING Economics. O chamado PMI composto da zona do euro caiu de 54,9 em julho para 51,6 em agosto, ficando bem abaixo da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal. De acordo com a ING, a rápida recuperação da zona do euro está perdendo força durante os meses de verão e os efeitos positivos da reabertura econômica após o “lockdown” motivado pela covid-19 estão desaparecendo. A ING ressaltou, em nota a clientes, que os dados do Produto Interno Bruto (PIB) do terceiro trimestre serão muito positivos porque a base de comparação será artificialmente baixa, em função da economia sob “lockdown”. (Fonte: InfoMoney)
  • Na última noite da convenção do Partido Democrata dos Estados Unidos, Joe Biden aceitou, formalmente, a indicação para disputar a eleição presidencial. A última, principal, a mais esperada noite. A noite do “sim”. Mas, antes do ápice, havia a expectativa. Seria Joe Biden ofuscado pelo carisma e popularidade dos políticos que falaram antes dele nos últimos dias? A atriz Julia Louis-Dreyfus, apresentadora da noite, resumiu o sentimento com uma piada: “Está tudo indo tão bem que nós decidimos fazer uma quinta noite, e vamos ficar passando apenas o discurso da Michelle Obama repetidamente”. (Fonte: G1)
  • O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi oficialmente investido pelo Partido Republicano como candidato à reeleição na eleição presidencial de 3 de novembro. Sem surpresa, os 330 delegados do Grand Old Party reunidos em Charlotte, Carolina do Norte, indicaram o presidente como seu candidato no primeiro dia da convenção republicana. Um a um, os representantes republicanos de cada um dos 50 estados americanos, começando em ordem alfabética pelo Alabama, anunciaram seu apoio ao presidente. O limite de 1.276 votos necessários para ganhar a indicação foi ultrapassado pouco depois do meio-dia. (Fonte: UOL)

Dólar e aversão ao risco

(índice de volatilidade dos preços das opções do S&P 500)

O VIX trabalhou em leve queda na última semana na média de 22,12, contra 22,52 da semana anterior.

Perspectivas

A previsão do dólar para 2020

As expectativas dos 104 economistas consultados pelo Banco Central são:

  • Valor mínimo esperado: R$ 5,00
  • Valor médio esperado: R$ 5,36
  • Valor máximo esperado: R$ 5,65

Previsão para PIB

As expectativas dos 78 economistas consultados pelo Banco Central são:

Previsão para IPCA

As expectativas dos 120 economistas consultados pelo Banco Central são:

Dólar americano:

No fechamento de 24/08, o dólar comercial operava em baixa de 0,26% cotado a 5,5918

O Dólar Turismo neste mesmo horário era oferecido pela Meu Câmbio a R$ 5,806 + IOF.

Dólar / Real
PeríodoVariaçãoTaxa
24/ago/20-0,26%5,5918
Na semana1,72%5,4971
No mês7,18%5,2170
No ano39,38%4,0118

Euro:

No fechamento de 24/08, o euro operava em baixa de 0,32%, cotado a R$ 6,5952.

O Euro Turismo neste mesmo horário era oferecido pela Meu Câmbio a R$ 6,857 + IOF.

Euro / Real
PeríodoVariaçãoTaxa
24/ago/20-0,32%6,5920
Na semana1,06%6,5230
No mês7,26%6,1460
No ano46,68%4,4940

Próximos eventos internacionais relevantes:

DataHorárioMoedaEventoPrevisão AtualÚltima Previsão
WedAug 269:30amUSDCore Durable Goods Orders m/m1.7%3.6%
  USDDurable Goods Orders m/m4.0%7.6%
 11:30amUSDCrude Oil Inventories -1.6M
ThuAug 275:00amEURM3 Money Supply y/y9.5%9.2%
  EURPrivate Loans y/y3.0%3.0%
 9:30amUSDPrelim GDP q/q-32.5%-32.9%
  USDUnemployment Claims 1106K
  USDPrelim GDP Price Index q/q-1.8%-1.8%
 10:10amUSDFed Chair Powell Speaks  
 11:00amUSDPending Home Sales m/m5.5%16.6%
 11:30amUSDNatural Gas Storage 43B
 Day 1AllJackson Hole Symposium  
FriAug 283:00amEURGerman GfK Consumer Climate -0.3
  EURGerman Import Prices m/m 0.6%
 3:45amEURFrench Consumer Spending m/m 9.0%
  EURFrench Prelim CPI m/m 0.4%
  EURFrench Prelim GDP q/q -13.8%
 TentativeEURItalian 10-y Bond Auction 1.04|1.4
 9:30amUSDCore PCE Price Index m/m0.5%0.2%
  USDPersonal Spending m/m1.5%5.6%
  USDGoods Trade Balance-72.3B-70.6B
  USDPersonal Income m/m-0.3%-1.1%
  USDPrelim Wholesale Inventories m/m-1.0%-1.4%
 10:45amUSDChicago PMI51.051.9
 11:00amUSDRevised UoM Consumer Sentiment72.872.8
  USDRevised UoM Inflation Expectations 3.0%
 Day 2AllJackson Hole Symposium  

RELACIONADOS


Comece seu dia bem informado com nosso Café Com Câmbio de hoje 22/01

As principais notícias que afetam o dólar comercia […] LEIA MAIS


Comece seu dia bem informado com nosso Café Com Câmbio de hoje 21/01

As principais notícias que afetam o dólar comercia […] LEIA MAIS

Recentes


Comece seu dia bem informado com nosso Café Com Câmbio de hoje 22/01

As principais notícias que afetam o dólar comercia […] LEIA MAIS


Comece seu dia bem informado com nosso Café Com Câmbio de hoje 21/01

As principais notícias que afetam o dólar comercia […] LEIA MAIS