Bem-vindo, CITRUS 7
TOTAL TRANSFERIDO BRL 1500,00 ECONOMIZADO BRL 44,00

Análise Econômica Semanal Meu Câmbio – 19/04/2022

19 de abril , 2022 | em #MeuCâmbio |

Acompanhe semanalmente a evolução do preço do dólar, euro e saiba tudo que pode influenciar o preço das moedas. Tenha acesso a toda a informação relevante para realizar sua operação de câmbio.

Economia

Cenário interno

Com a greve do Banco Central seguiremos esta semana sem os dados econômicos e as perspectivas para economia divulgada no relatório Focus.

A ANBCB (Associação Nacional dos Analistas do Banco Central do Brasil) afirma que as atividades preparatórias do Copom (Comitê de Política Monetária) de maio, cuja reunião será nos dias 3 e 4, já estão afetadas, sem a atualização de boletins e dados divulgados pela autoridade monetária, como o Relatório de Mercado Focus, o fluxo cambial e as estatísticas de crédito, fiscal e do setor externo de fevereiro.

Segundo o sindicato, o Sistema Expectativas de Mercado — que alimenta o Focus — e os Indicadores Econômicos Selecionados — como o movimento de câmbio contratado — “não serão atualizados para a próxima reunião do Copom”. O Focus está sem divulgação há três semanas, enquanto o fluxo cambial pode completar quatro nesta quarta-feira (20).

(Infomoney)

Inflação

O Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10), calculado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), registrou inflação de 2,48% em abril deste ano, taxa superior ao 1,18% do mês anterior. Com o resultado, o IGP-10 acumula taxas de inflação de 7,63% no ano e de 15,65% em 12 meses.

De acordo com a FGV, em abril do ano passado o índice registrava inflação de 1,58% no mês e acumulava taxa de 31,74% em 12 meses.

A alta da taxa de março para abril foi puxada pelos três subíndices que compõem o IGP-10. O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que mede o atacado, subiu de 1,44% em março para 2,81% em abril.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede o varejo, subiu de 0,47% para 1,67% no período. Já o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) passou de 0,34% para 1,17%.

(Fonte: Agência Brasil)

Câmbio

A perspectiva de alta dos juros no Brasil empurrou o dólar para baixo e fez a moeda norte-americana fechar com a maior queda em duas semanas. A bolsa de valores não teve a mesma tranquilidade e caiu pela segunda sessão consecutiva, pressionada por ações de empresas exportadoras de commodities (bens primários com cotação internacional).

O dólar comercial encerrou esta segunda-feira (18) vendido a R$ 4,648, com queda de R$ 0,048 (-1,02%). A cotação iniciou as negociações próxima da estabilidade, mas despencou após a abertura dos negócios no mercado norte-americano, até fechar na mínima do dia.

Essa foi a maior queda do dólar desde 4 de abril. Com o desempenho de hoje, a moeda acumula baixa de 2,37% em abril. Em 2022, a divisa recua 16,64%.

(Fonte: Agência Brasil)

Mercado Brasileiro

Na volta do feriado prolongado, a bolsa brasileira acompanhou o exterior e fechou em baixa, pressionada pelas quedas dos papéis da Vale (VALE3) e da Petrobras (PETR3;PETR4), mesmo com a valorização do minério de ferro e do petróleo nos mercados internacionais.

O Ibovespa caiu 0,43%, aos 115.687 pontos, após oscilar entre 115.176 e 116.190 pontos. O volume financeiro foi de R$ 21,7 bilhões.

Segundo o IBGE, as vendas do varejo cresceram 1,1% em fevereiro na comparação mensal, número acima do que o mercado projetava. Das oito categorias, apenas duas sofreram retração no período: os segmentos farmacêutico e de material de construção.

o Tesouro Direto, os juros oferecidos pelos títulos públicos operam em queda na manhã desta terça-feira. Após duas sessões seguidas com o piso dos juros de papéis prefixados acima de 12,10%, o percentual mínimo oferecido recuou para 11,98%, às 9h20 de hoje.

Tal juro é pago pelo Tesouro Prefixado 2029 e está abaixo dos 12,04% registrados na véspera (18). Já o maior retorno entre os prefixados é oferecido pelo papel com vencimento em 2033 no valor de 12,10%, o que também representa um recuo em relação aos 12,16% vistos na sessão anterior.

Entre os papéis atrelados à inflação, a remuneração real mais alta é entregue pelo Tesouro IPCA+2055, com cupom semestral. Às 9h20, a taxa real oferecida por esse título era de 5,69%, frente aos 5,72% do dia anterior.

(Fonte: InfoMoney)

No mercado local, alguns pontos merecem destaques:

  • Governo avalia ceder mais a servidores após insatisfação com reajuste de 5%. Integrantes do Executivo passaram a falar nos últimos dias em conceder, além de maiores salários, aumento do vale-alimentação e do valor das diárias concedidas para viagens. (Folha)
  • Pacote aciona ‘bomba fiscal’ de R$ 25,5 bi e pressiona teto de gastos. Conforme cálculo do economista Marcos Mendes, pesquisador associado do Insper, propostas já aprovadas ou em tramitação no Congresso Nacional, adicionam pressão de R$ 25,5 bilhões sobre o teto de gastos. (Estadão)
  • Governo estima déficit de R$ 66 bi este ano e superávit primário fica para 2025. O Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) de 2023, que o governo divulga hoje, deve trazer como meta de resultado primário um déficit de R$ 66 bilhões, apenas R$ 1 bilhão a menos do que o resultado esperado para este ano, informam fontes da área econômica. Apesar da melhora do resultado fiscal visto em 2021 e 2022, o governo só espera fechar as contas do governo central no campo positivo em 2025. (Valor)

LEIA TAMBÉM:

Tudo sobre a DUE – Documento único de exportação

Declaração de Capitais Brasileiros no Exterior 2021 – Quem deve declarar?

Censo de Capitais Estrangeiros no Brasil 2021 – Conheça as obrigações!

Cenário externo

Em indicadores, os dados econômicos chineses foram mistos – enquanto o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre ficou acima do esperado, mas os recentes lockdowns afetaram as expectativas. Já as vendas no varejo recuaram em março pela primeira vez desde 2020. A China cortou a taxa de seu compulsório na última sexta-feira, mas se absteve de reduzir as taxas de juros em uma abordagem cautelosa à flexibilização de sua política monetária.

O destaque da semana é o Livro Bege, relatório sobre as condições econômicas dos distritos do Federal Reserve, o Banco Central dos Estados Unidos. O documento será divulgado na quarta-feira (20), véspera de feriado aqui no Brasil, e pode dar alguma sinalização sobre os próximos passos da autoridade monetária americana em relação aos juros.

Os índices futuros dos EUA recuam nesta manhã, antes de uma semana com várias empresas divulgando relatórios trimestrais. Os investidores estarão atentos às orientações futuras, especialmente para comentários sobre como as empresas estão lidando com o aumento dos custos.

Os mercados asiáticos fecharam mistos, com os investidores reagindo à divulgação de dados econômicos da China, incluindo os números do produto interno bruto do primeiro trimestre.

O PIB chinês cresceu a um ritmo mais forte do que o esperado no primeiro trimestre de 2022. O PIB subiu 4,8% entre janeiro e março, acima das expectativas de um aumento de 4,4% ano a ano.

Os preços do petróleo recuam nesta segunda-feira (18), apesar do aumento dos temores sobre a oferta global apertada, com o aprofundamento da crise na Ucrânia aumentando a perspectiva de sanções mais pesadas do Ocidente à Rússia, principal exportador.

(Fonte: InfoMoney)

No mercado internacional, outros pontos que merecem destaques:

  • China muda foco para as cadeias de suprimento, prometendo mais ajuda financeira. A China está tomando medidas mais fortes para estabilizar as cadeias de suprimentos, prometendo ajuda financeira e possíveis isenções para permitir a retomada de algumas atividades comerciais, procurando ajudar a limitar o efeito prejudicial das restrições contra a Covid-19. (Bloomberg)
  • Rússia retoma ataques na capital da Ucrânia e atinge outras cidades. As forças russas aceleraram ataques dispersos em Kiev, no oeste da Ucrânia e em mais regiões no sábado, em um lembrete aos ucranianos e seus apoiadores ocidentais de que todo o país continua sob ameaça, apesar da mudança de foco de Moscou, visando montar uma nova ofensiva no leste do país invadido. (Politico)
  • PIB da China no 1º trimestre supera previsões, mas fraqueza no mês de março aumenta os riscos no horizonte. A economia da China desacelerou em março, com o consumo, o setor imobiliário e as exportações sendo duramente atingidos, tirando o brilho dos números acima do esperado para o PIB do primeiro trimestre divulgados nesta madrugada e trazendo maiores preocupações para o crescimento à frente, diante das restrições impostas pelo Covid-19 e pela guerra na Ucrânia. (Reuters)
  • Larry Summers argumenta que uma recessão nos EUA é mais provável do que uma desaceleração suave. O professor da Universidade de Harvard e ex-secretário do Tesouro diz que a combinação de inflação alta e desemprego baixo historicamente gerou recessões. Ele está cético de que o Fed possa traçar um caminho que tire o país da alta inflacionária sem causar uma desaceleração econômica mais acentuada. (Bloomberg)

Dólar e aversão ao risco

(índice de volatilidade dos preços das opções do S&P 500)

O VIX trabalhou nessa semana na média de 22,86 contra 20,88 da semana anterior.

Gráfico do Índice de volatilidade do S&P 500 (VIX).

Saiba tudo sobre o câmbio de importação?

MERCADO

Dólar americano:

No fechamento de 18/04, o dólar comercial operava em queda de 1,02% cotado a 4,6482.

Dólar / Real
PeríodoVariaçãoTaxa
18/abr/22-1,02%4,6482
Uma semana-1,96%4,7089
No mês-18,36%5,5759
No ano-18,36%5,5759
12 meses-13,51%5,4152

Euro comercial:

No fechamento de 18/04, o euro operava em queda de 1,44%, cotado a R$ 5,0110.

Euro / Real
PeríodoVariaçãoTaxa
18/abr/22-1,44%5,0110
Uma semana-2,79%5,1220
No mês-22,38%6,3140
No ano-22,38%6,3140
12 meses-23,04%6,5180

Utilize gratuitamente nossa plataforma para controle dos contratos de câmbio de importação, exportação ou financeiros. Clique aqui e confira!

Agenda da Semana

DataHorárioMoedaEventoPrevisão AtualÚltimo dado
SunApr 1711:00pmCNYGDP q/y4.2%4.0%
  CNYRetail Sales y/y-3.0%6.7%
MonApr 185:00pmUSDFOMC Member Bullard Speaks  
WedApr 20 11:00amUSDExisting Home Sales5.78M6.02M
ThuApr 219:30amUSDPhilly Fed Manufacturing Index21.927.4
  USDUnemployment Claims177K185K
 1:30pmGBPBOE Gov Bailey Speaks  
 2:00pmEURECB President Lagarde Speaks  
  USDFed Chair Powell Speaks  
FriApr 223:00amGBPRetail Sales m/m-0.3%-0.3%
 4:15amEURFrench Flash Services PMI56.457.4
 4:30amEURGerman Flash Manufacturing PMI54.656.9
  EURGerman Flash Services PMI55.456.1
 5:30amGBPFlash Manufacturing PMI53.955.2
  GBPFlash Services PMI59.962.6
 10:00amEURECB President Lagarde Speaks  
 10:45amUSDFlash Manufacturing PMI58.158.8
  USDFlash Services PMI58.058.0
 11:30amGBPBOE Gov Bailey Speaks 

RELACIONADOS


#CaféComCâmbio – 01/07/22

As principais notícias que afetam o dólar comercial nesta sexta-feira 01/07/2022 MERCADO AGORA (09h36) Dólar comercial: R$ 5,2959 +1,17% Euro comercial: R$ 5,5190 +0,63% Libr […] LEIA MAIS


#CaféComCâmbio – 30/06/22

As principais notícias que afetam o dólar comercial nesta quarta-feira 30/06/2022 MERCADO AGORA (10h05) Dólar comercial: R$ 5,2525 +1,15% Euro comercial: R$ 5,4660 +0,79% Lib […] LEIA MAIS

Recentes


#CaféComCâmbio – 01/07/22

As principais notícias que afetam o dólar comercial nesta sexta-feira 01/07/2022 MERCADO AGORA (09h36) Dólar comercial: R$ 5,2959 +1,17% Euro comercial: R$ 5,5190 +0,63% Libr […] LEIA MAIS


#CaféComCâmbio – 30/06/22

As principais notícias que afetam o dólar comercial nesta quarta-feira 30/06/2022 MERCADO AGORA (10h05) Dólar comercial: R$ 5,2525 +1,15% Euro comercial: R$ 5,4660 +0,79% Lib […] LEIA MAIS