Bem-vindo, CITRUS 7
TOTAL TRANSFERIDO BRL 1500,00 ECONOMIZADO BRL 44,00

Análise Econômica Semanal Meu Câmbio – 29/03/2022

29 de março , 2022 | em #MeuCâmbio |

Acompanhe semanalmente a evolução do preço do dólar, euro e saiba tudo que pode influenciar o preço das moedas. Tenha acesso a toda a informação relevante para realizar sua operação de câmbio.

Economia

Cenário interno

Boletim Focus para 2022:

  • IPCA: 6,86% (+)
  • PIB: 0,50% (+)
  • Câmbio: R$/US$ 5,25 (-)
  • Selic: 13,00% (+)

Boletim Focus - Previsão da cotação do dólar e dos principais indicadores de acordo com pesquisa do BCB de 25-03-2022 - Blog Meu Câmbio
Boletim do Banco Central do Brasil com a expectativa do dólar e dos principais indicadores econômicos.

Inflação

O mercado financeiro aumentou pela 11ª vez consecutiva a previsão de inflação para este ano. Segundo projeção do Boletim Focus, divulgada hoje (28) pelo Banco Central, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deve fechar este ano em 6,86%. Há uma semana, a projeção do mercado era de que a inflação este ano ficasse em 6,59%%. Há quatro semanas, a previsão era de 5,6%.

Divulgado semanalmente, o Boletim Focus reúne a projeção de mais de 100 instituições do mercado para os principais indicadores econômicos do país. Para 2023, o mercado também aumentou a projeção da variação do IPCA. Com isso, a projeção desta semana aponta uma inflação de 3,8% ante os 3,75% projetados na semana passada. Há quatro semanas, a projeção era de uma inflação de 3,51% no próximo ano.

Para 2024, o mercado também aumentou a estimativa da semana passada e projetou uma inflação de 3,2%, ante os 3,15% da semana passada.

(Fonte: Agência Brasil)

PIB

Na projeção desta semana, o Focus manteve a previsão do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e dos serviços produzidos no país) registrada há sete dias. Com isso, a projeção para 2022 está em 0,5%.

Para 2023, entretanto, o Boletim Focus também manteve a previsão da semana passada, de um crescimento na economia de 1,3%. Há quatro semanas, a previsão era de que o PIB crescesse 1,5%. Para 2024, a projeção ficou estável, em 2%.

(Fonte: Agência Brasil)

Taxa de Juros e Câmbio

O mercado também manteve a previsão da semana passada para a taxa básica de juros, a Selic, para 2022. Na projeção divulgada nesta segunda-feira, a Selic deve ficar em 13%.

No dia 16, o Comitê de Política Monetária (Copom) elevou a taxa Selic, de 10,75% para 11,75% ao ano, como forma reduzir a atividade econômica e conter a alta nos preços.

Para o fim de 2023, a estimativa do mercado para a Selic é que a taxa básica fique em 9% ao ano, mesma projeção da semana passada. Para 2024, a previsão da Selic se manteve estável em relação à semana passada, ficando em 7,5% ao ano.

No que diz respeito ao câmbio, a expectativa do mercado para a cotação do dólar em 2022 diminuiu, ficando em R$ 5,25, ante os R$ 5,30, da semana passada.

Para o próximo ano, a previsão do mercado também apresentou uma queda na projeção do câmbio, em relação ao divulgado na semana anterior. Com isso, a projeção passou de R$ 5,22 para R$ 5,20, esta semana. Para 2024, a estimativa para a cotação da moeda americana ficou em R$ 5,20.

(Fonte: Agência Brasil)

Mercado Brasileiro

Mais uma vez, os preços das commodities prometem influenciar a dinâmica do mercado, sobretudo o petróleo. Mas os próximos dias também serão marcados por uma série de indicadores econômicos.

Os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) estão previstos para terça-feira (29), às 9h30 (horário de Brasília). A taxa de desemprego de fevereiro medida pela pesquisa mensal PNAD Contínua sai na quinta-feira (31) – a previsão do Itaú é de 11,4%, enquanto a Necton projeta taxa de 11,3%.

No Brasil, além do mercado de trabalho, a semana também vai trazer os números da produção industrial de fevereiro. O dado sai na sexta-feira e o Itaú prevê uma alta de 0,8% em relação a janeiro, disseminada entre os segmentos: o de manufaturas avançando 0,6% e o de mineração e extração subindo 5,6%, após uma queda forte em janeiro, por conta das chuvas torrenciais em Minas Gerais, que afetaram a mineração.

A agenda brasileira de indicadores que podem mexer com o mercado também inclui as transações correntes de fevereiro (na segunda-feira), o relatório mensal da dívida pública (na terça-feira) e o fluxo cambial semanal (na quarta-feira).

Com a temporada de balanços chegando na reta final, o destaque fica com as assembleias de acionistas das companhias.

(Fonte: InfoMoney)

No mercado local, alguns pontos merecem destaques:

  • Bolsonaro demite Silva e Luna da Petrobras e indica Adriano Pires para presidência da estatal. Sob fritura há semanas, desde a explosão de preços dos combustíveis com a guerra na Ucrânia, o general Joaquim Silva e Luna foi demitido da presidência da Petrobras nesta segunda-feira e será substituído pelo diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE), Adriano Pires. A escolha de Pires, o terceiro presidente no governo Bolsonaro, foi interpretada como sinalização pró-mercado financeiro. (Estadão)
  • Quinquênio pode ser dado a todo funcionalismo. Parada há oito anos no Senado, a PEC do quinquênio, que institui um subsídio de 5% nos vencimentos de juízes e promotores a cada cinco anos, voltou a ser discutida nos bastidores. Se a pressão pela votação do projeto surtir efeito, no entanto, uma possibilidade é que o subsídio seja estendido a todo o funcionalismo público, aumentando o impacto fiscal do projeto de R$ 3,6 bilhões para quase R$ 10 bilhões ao ano. (Valor)
  • Área técnica do TCU pede ajustes, mas dá aval à venda da Eletrobras. A área técnica do Tribunal de Contas da União (TCU) concluiu o parecer referente à segunda etapa do processo de privatização da Eletrobras. Os auditores deram sinal verde para o prosseguimento da operação, mas pedem alguns ajustes no “valuation” – processo pelo qual é calculado o valor das ações da companhia. O documento está agora sob análise do Ministério Público de Contas e existe uma expectativa de que irá seguir para o gabinete do relator, ministro Aroldo Cedraz, até o final desta semana. (Valor)
  • Economia prefere dar subsídio ao diesel via Auxílio Brasil do que bancar alta dos preços. Sob pressão total para adotar um subsídio direto ao diesel, o Ministério da Economia não tem dúvida: prefere focar o incentivo via aumento do valor do Auxílio Brasil para as famílias mais pobres e a concessão de uma bolsa-caminhoneiro, ao invés de lançar um subsídio direto e generalizado na tentativa de manter o preço do combustível estável. (Estadão)
  • Servidores do Banco Central aprovam greve a partir de 1º de abril e acertam entrega de 450 cargos comissionados. O movimento se intensificou nas últimas semanas e causou atraso de diversas publicações importantes da autarquia, como o relatório Focus, que traz projeções semanais do mercado para os principais indicadores da economia, e as notas econômico-financeiras – estatísticas do setor externo, estatísticas monetárias e de crédito e estatísticas fiscais – que não serão mais divulgadas nesta semana. (Valor)

LEIA TAMBÉM:

Tudo sobre a DUE – Documento único de exportação

Declaração de Capitais Brasileiros no Exterior 2021 – Quem deve declarar?

Censo de Capitais Estrangeiros no Brasil 2021 – Conheça as obrigações!

Cenário externo

Os índices futuros dos EUA operam entre leves perdas e ganhos na manhã desta segunda-feira (28), enquanto as ações asiáticas fecharam mistas, com os investidores aguardando uma série de dados econômicos importantes e continuando de olho nos aumentos das taxas de juros do Federal Reserve (Fed).

Os mercados também seguem acompanhando de perto os eventos na Ucrânia mais de um mês depois que a Rússia começou sua invasão do país. 

O presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy reiterou que  seu país está preparado para discutir a adoção de um status neutro como parte de um acordo de paz com a Rússia. Enquanto isso, o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, procurou esclarecer os comentários do presidente Joe Biden de que o presidente russo Vladimir Putin  “não pode permanecer no poder”.

As cotações do petróleo recuam mais de 3%, com o aumento dos temores sobre a demanda de combustível mais fraca na China, depois que seu centro financeiro de Xangai iniciou um bloqueio planejado de dois estágios na segunda-feira para conter um aumento nas infecções por Covid-19.

Em indicadores, nos EUA, os investidores estão ansiosos para o Job Openings and Labor Turnover Survey, ou JOLTS, esta semana. O relatório JOLTS é um conjunto de dados de emprego que o Fed está acompanhando de perto à medida que aperta a política monetária. A ADP também divulgará seus dados de folhas de pagamento no setor privado na quarta e, na sequência, será divulgado o payroll, relatório de emprego, na sexta-feira.

(Fonte: InfoMoney)

No mercado internacional, outros pontos que merecem destaques:

  • CESAR FOGO ⁉️ A Ucrânia está se esforçando por um acordo de cessar-fogo em negociações com os russos que começaram hoje na Turquia, estabelecendo uma meta “mínima” para melhorar a crise humanitária que levou milhões de pessoas a fugir de suas casas, disse o ministro das Relações Exteriores, Dmytro Kuleba. O cerco da Rússia à cidade de Mariupol, no sul, matou quase 5 mil pessoas, segundo seu prefeito. Os militares da Ucrânia recapturaram dos russos a cidade de Irpin, a oeste da capital, disse o presidente Volodymyr Zelensky. (XP)
  • Alemanha reduzirá pela metade as importações de petróleo russo até o meio do ano, diz Spiegel. A Alemanha pretende reduzir pela metade as importações de petróleo russo até meados do ano, diminuindo rapidamente sua dependência do gás e do carvão do país, informou a revista Der Spiegel, citando uma publicação do Ministério da Economia alemão. (Bloomberg)
  • Xangai fecha metade da cidade para combater surto de Covid. Xangai bloqueará a cidade em duas fases para realizar uma blitz de testes em massa para a Covid-19, enquanto as autoridades lutam para estancar um surto que está desafiando como nunca a abordagem de tolerância zero da China contra o vírus. (Bloomberg)
  • Iene atinge mínima de 7 anos após Banco do Japão agir para conter aumento no rendimento de títulos. O iene caiu para as mínimas sete anos nesta segunda-feira, depois que a última medida do Banco do Japão para conter os rendimentos dos títulos ressaltou o compromisso do banco central de afrouxar a política monetária no momento em que a maioria dos outros países está aumentando as taxas de juros. (Ft)
  • Xi enfrenta desconfiança de investidores globais, cujos investimentos no país foram prejudicados recentemente. Os esforços do presidente Xi Jinping para recuperar a confiança dos investidores internacionais enfrentam sérios obstáculos. No ano passado, o governo de Xi mostrou pouca consideração pelos mesmos, quando desencadeou uma série de repressões às empresas mais lucrativas do país em uma tentativa de conter o “capital desordenado” e garantir que as empresas não se tornassem mais poderosas que o Partido Comunista. (Bloomberg)
  • SINAL DE RECESSÃO ⁉️ Os rendimentos do Tesouro dos EUA de 5 e 30 anos se inverteram na segunda-feira pela primeira vez desde 2006, aumentando os temores de uma possível recessão. Inversão de curva: isso acontece quando os títulos do Tesouro americano de curto prazo pagam acima do rendimento do título de longo prazo, o que é, geralmente, um sinal de recessão. (XP)

Dólar e aversão ao risco

(índice de volatilidade dos preços das opções do S&P 500)

O VIX trabalhou nessa semana na média de 22,50 contra 27,56 da semana anterior.

VIX Index - Indice VIX de volatilidade - medida de aversão a risco - Meu Câmbio - 25-03-2022
Gráfico do Índice de volatilidade do S&P 500 (VIX).

Perspectivas

A previsão do dólar para fim de março 2022

As expectativas dos 110 economistas consultados pelo Banco Central são:

  • Valor mínimo esperado: R$ 4,70 (-)
  • Valor médio esperado: R$ 5,03 (-)
  • Valor máximo esperado: R$ 5,54 (=)
Expectativa de cotação do dólar para 2022 segundo relatório focus do BCB em 25-03-2022
Expectativa do dólar comercial para Mar-22, Abr-22 e Mai-22 segundo Boletim Focus BCB.

Previsão para PIB

As expectativas dos 96 economistas consultados pelo Banco Central são:

Expectativa do PIB para 2022, 2023 e 2024 segundo relatório focus do BCB em 25-03-2022
Expectativa do PIB para 2022, 2023 e 2024 segundo Boletim Focus BCB.

Previsão para IPCA

As expectativas dos 137 economistas consultados pelo Banco Central com atualizações nos últimos 5 dias são:

Expectativa do IPCA para 2022, 2023 e 2024 segundo relatório focus do BCB em 25-03-2022
Expectativa do PIB para 2022, 2023 e 2024 segundo Boletim Focus BCB.

Saiba tudo sobre o câmbio de importação?

MERCADO

Dólar americano:

No fechamento de 28/03, o dólar comercial operava em alta de 0,53% cotado a 4,7726.

Dólar / Real
PeríodoVariaçãoTaxa
28/mar/220,53%4,7726
Uma semana-4,85%4,9445
No mês-16,17%5,5759
No ano-16,17%5,5759
12 meses-12,46%5,4071

Euro comercial:

No fechamento de 28/03, o euro operava em alta de 0,58%, cotado a R$ 5,2440.

Euro / Real
PeríodoVariaçãoTaxa
28/mar/220,58%5,2440
Uma semana-5,41%5,4460
No mês-18,77%6,3140
No ano-18,77%6,3140
12 meses-19,06%6,5410

Utilize gratuitamente nossa plataforma para controle dos contratos de câmbio de importação, exportação ou financeiros. Clique aqui e confira!

Agenda da Semana

DataHorárioMoedaEventoPrevisão AtualÚltimo dado
MonMar 288:00amGBPBOE Gov Bailey Speaks  
TueMar 2911:00amUSDJOLTS Job Openings11.00M11.28M
  USDCB Consumer Confidence106.9105.7
WedMar 30 5:00amEURECB President Lagarde Speaks  
 5:10amGBPMPC Member Broadbent Speaks  
 9:15amUSDADP Non-Farm Employment Change455K475K
 9:30amUSDFinal GDP q/q7.0%7.0%
 11:30amUSDCrude Oil Inventories-2.0M-2.5M
 2:00pmUSDFOMC Member George Speaks  
ThuMar 31All DayAllOPEC-JMMC Meetings  
 9:30amUSDCore PCE Price Index m/m0.4%0.5%
  USDUnemployment Claims200K187K
 10:45amUSDChicago PMI56.956.3
FriApr 16:00amEURCPI Flash Estimate y/y6.7%5.9%
 9:30amUSDAverage Hourly Earnings m/m0.4%0.0%
  USDNon-Farm Employment Change485K678K
  USDUnemployment Rate3.7%3.8%
 11:00amUSDISM Manufacturing PMI58.958.6

RELACIONADOS


#CaféComCâmbio – 01/07/22

As principais notícias que afetam o dólar comercial nesta sexta-feira 01/07/2022 MERCADO AGORA (09h36) Dólar comercial: R$ 5,2959 +1,17% Euro comercial: R$ 5,5190 +0,63% Libr […] LEIA MAIS


#CaféComCâmbio – 30/06/22

As principais notícias que afetam o dólar comercial nesta quarta-feira 30/06/2022 MERCADO AGORA (10h05) Dólar comercial: R$ 5,2525 +1,15% Euro comercial: R$ 5,4660 +0,79% Lib […] LEIA MAIS

Recentes


#CaféComCâmbio – 01/07/22

As principais notícias que afetam o dólar comercial nesta sexta-feira 01/07/2022 MERCADO AGORA (09h36) Dólar comercial: R$ 5,2959 +1,17% Euro comercial: R$ 5,5190 +0,63% Libr […] LEIA MAIS


#CaféComCâmbio – 30/06/22

As principais notícias que afetam o dólar comercial nesta quarta-feira 30/06/2022 MERCADO AGORA (10h05) Dólar comercial: R$ 5,2525 +1,15% Euro comercial: R$ 5,4660 +0,79% Lib […] LEIA MAIS