Bem-vindo, CITRUS 7
TOTAL TRANSFERIDO BRL 1500,00 ECONOMIZADO BRL 44,00

Análise Econômica Semanal Meu Câmbio – 02/03/2021

02 de março , 2021 | em #MeuCâmbio |

Acompanhe semanalmente a evolução do preço do dólar, euro e saiba tudo que pode influenciar o preço das moedas. Tenha acesso a toda a informação relevante para realizar sua operação de câmbio.

Economia

Cenário interno

Boletim Focus para 2021

  • PIB: 3,29%
  • IPCA: 3,87%
  • Câmbio: R$/US$ 5,10
  • Selic: 4,00%
Boletim Focus - Previsão da cotação do dólar e dos principais indicadores de acordo com pesquisa do BCB de 26-02-2021 - Blog Meu Câmbio
Boletim do Banco Central do Brasil com a expectativa do dólar e dos principais indicadores econômicos.

O Ministério da Economia divulgou nota informativa em que avalia que a recuperação do mercado de trabalho está acontecendo em “V”. Ou seja, houve uma queda rápida, mas também está subindo depressa (como sugere o desenho da letra “V”). O otimismo, porém, não é consenso entre especialistas. Segundo analistas, 2021 deve submeter o mercado formal a uma “prova de fogo”, já que as empresas terão que se virar para manter funcionários sem programas de auxílio do governo. (Fonte: UOL)

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), usado no reajuste dos contratos de aluguel, registrou inflação de 2,53% em fevereiro deste ano. Em janeiro, a taxa ficou em 2,58%. Segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV), com o resultado, o índice acumula taxas de inflação de 5,17% no ano e de 28,94% em 12 meses. O Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado, teve inflação de 3,28% em fevereiro, um pouco abaixo dos 3,38% de janeiro. egundo a FGV, o Índice de Preços ao Consumidor, que mede o varejo, também apresentou recuo na taxa de inflação, ao passar de 0,41% em janeiro para 0,35% em fevereiro. O Índice Nacional de Custo da Construção foi o único dos subíndices que teve alta na taxa de inflação de janeiro para fevereiro, ao passar de 0,93% para 1,07% no período. (Fonte: Agência Brasil – EBC)

A forte alta do dólar no ano passado fez o Banco Central (BC) fechar 2020 com lucro recorde de R$ 469,61 bilhões. O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou hoje (26) o balanço com as contas da instituição financeira no ano passado.
Do lucro total, R$ 61,97 bilhões correspondem ao lucro operacional (ganhos com o exercício da atividade) e R$ 407,64 bilhões ao lucro com reservas internacionais e derivativos cambiais (como os swaps, que equivalem à venda de dólares no mercado futuro). (Fonte: Agência Brasil – EBC)

As contas externas registraram saldo negativo de US$ 7,253 bilhões em janeiro deste ano, o segundo mês consecutivo de déficit, após oito meses de superávit em 2020. De acordo com dados divulgados no dia 24/02 pelo Banco Central (BC), em janeiro de 2020 o déficit foi maior, de US$ 10,3 bilhões nas transações correntes, que são as compras e vendas de mercadorias e serviços e transferências de renda do Brasil com outros países. Em 12 meses, encerrados em janeiro, foi registrado déficit em transações correntes de US$ 9,405 (0,65% do Produto Interno Bruto – PIB), ante saldo negativo de US$ 52,755 bilhões (2,85% do PIB) em janeiro de 2020 e déficit de US$ 12,457 bilhões (0,87% do PIB) no período equivalente terminado em dezembro de 2020.

Balança comercial e serviços

As exportações de bens totalizaram US$ 14,954 bilhões em janeiro, com aumento de 2,8% em relação a igual mês de 2020. As importações somaram US$ 16,865 bilhões, queda de 1% na comparação com janeiro do ano passado. Com esses resultados, a balança comercial registrou déficit de US$ 1,910 bilhão no mês passado, ante saldo negativo de US$ 2,486 bilhões em janeiro de 2020. O déficit na conta de serviços (viagens internacionais, transporte, aluguel de investimentos, entre outros) manteve a trajetória de retração e atingiu US$ 962 milhões em janeiro, ante US$ 2,351 bilhões em igual mês de 2020. No caso das viagens internacionais, as receitas de estrangeiros em viagem ao Brasil chegaram a US$ 269 milhões, enquanto as despesas de brasileiros no exterior ficaram em US$ 308 milhões. Com isso, a conta de viagens fechou o mês com déficit de US$ 39 milhões, que segue evidenciando os impactos das restrições de viagens devido à pandemia de covid-19. (Fonte: IstoéDinheiro)

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), que mede a prévia da inflação oficial do país, registrou taxa de 0,48% em fevereiro. O índice ficou abaixo do 0,78% observado em janeiro deste ano mas acima do 0,22% de fevereiro do ano passado. Os dados foram divulgados hoje (24) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O IPCA-15 acumula taxas de inflação de 1,26% no ano e de 4,57% no período de 12 meses. (Fonte: Agência Brasil – EBC)

A Sondagem Industrial, pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI), mostra que o índice de evolução do número de empregados ficou em 51,3 pontos em janeiro de 2021. Foi a primeira vez, em dez anos de pesquisa, que as contratações superaram as demissões no primeiro mês do ano. Com isso, o emprego industrial acumula sete meses consecutivos de alta. Esse indicador varia de 0 a 100, sendo 50 pontos a linha de corte que separa a alta da queda no emprego. (Fonte: IstoéDinheiro)

A taxa de desocupação caiu para 13,9% no quarto trimestre, depois de atingir 14,6% no trimestre anterior. Mesmo assim a taxa média de desocupação para o ano de 2020 foi de 13,5%, a maior desde 2012. Isso corresponde a cerca de 13,4 milhões de pessoas na fila por um trabalho no país. O resultado para o ano interrompe a queda na desocupação iniciada em 2018, quando ficou em 12,3%. Em 2019, o desemprego foi de 11,9%. (Fonte: Agência de notícias – IBGE)

O governo federal entregou nesta terça-feira (23) ao Congresso Nacional uma medida provisória (MP) que busca acelerar a privatização da Eletrobrás. O texto prevê que o governo mantenha poder de veto sobre decisões da estatal por meio de ações preferenciais – golden shares.  O documento foi entregue aos presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), e da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL). Lira afirmou que pretende pautar o texto no plenário da Câmara já na próxima semana. Medidas provisórias têm força de lei assim que publicadas no “Diário Oficial da União”. Precisam, contudo, ser aprovadas pelo Congresso para se tornar leis em definitivo. O texto da MP se assemelha ao projeto de lei que tramita no Congresso desde 2018 sobre o assunto. Em 2019, o governo Jair Bolsonaro também enviou projeto de lei com teor similar ao parlamento. Como a MP tem vigência imediata, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) poderá iniciar os estudos para a privatização da estatal. A privatização da Eletrobrás é uma das prioridades da equipe de Paulo Guedes. Hoje, a União tem mais de 60% das ações da empresa. O texto da medida provisória afirma que a capitalização só pode começar quando a MP for aprovada pelo Congresso e convertida em lei. Nesse prazo, no entanto, o BNDES já poderá elaborar os estudos. A previsão é de que a capitalização propriamente dita – ou seja, a redução da participação da União – ocorra daqui a um ano. (Fonte: G1)

PEC dá à União meios de cumprir o teto de gastos. A proposta de emenda constitucional 186 abre caminho para o pagamento de um novo auxílio emergencial, sem a necessidade de corte de despesas ou apontamento de novas fontes de receitas. (Fonte: Valor)

Entregue por Bolsonaro a Arthur Lira, projeto que define o marco regulatório do setor postal possibilita, na prática, a privatização dos Correios e a transformação da empresa em uma sociedade de economia mista. (Fonte: Valor)

Auxílio emergencial pode ser aprovado sem contrapartidas. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, admitiu a possibilidade de fatiar a PEC Emergencial e aprovar apenas a autorização para nova rodada de pagamento do auxílio, entre R$ 250 e R$ 300. (Fonte: Estadão)

A Petrobrás registrou um lucro líquido de R$ 59,89 bilhões no quarto trimestre de 2020, de acordo com o resultado publicado nesta quarta-feira (24). O número veio muito acima da média das projeções dos analistas compilada pela Refinitiv, que apontava para lucro de R$ 4,88 bilhões no período. Esse número muito acima de qualquer projeção se deveu à reversão de impairment (deterioração de ativos na contabilidade) de R$ 31 bilhões, ganhos cambiais de R$ 20 bilhões e reversão de gastos passados do plano AMS, em R$ 13,1 bilhões, decorrente da revisão de obrigações futuras da empresa. No ano a estatal teve um lucro de R$ 7,1 bilhões, revertendo o impacto da baixa contábil de R$ 65,3 bilhões reportada no primeiro trimestre devido à perda no valor de ativos e investimentos. O mercado esperava um prejuízo de R$ 47,73 bilhões em 2020. Apesar do valor positivo, o lucro de 2020 teve uma queda de 82% em relação a 2019. (Fonte: InfoMoney)

Estrangeiros retiram R$ 9,2 bi da B3 após crise na Petrobras – Fuga de capital externo nos últimos dias foi a pior em cerca de dez anos e, pelo movimento de ontem no mercado, o risco é de que o fluxo negativo se aprofunde. Considerando apenas a sessão de segunda-feira, quando as ações da estatal caíram mais de 20%, a debandada dos estrangeiros chegou a R$ 6,8 bilhões – o maior nível já registrado em toda a série histórica iniciada em 2012 pelo Valor Data. (Fonte: Valor)

Câmara adia votação da PEC da Impunidade – A Câmara dos Deputados adiou, na noite desta quinta-feira, a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da imunidade parlamentar. Sem garantias de que o texto fosse aprovado, mesmo após modificações negociadas entre partidos, o tema deve ficar para análise na manhã desta sexta-feira. (Fonte: O Globo)

No ano passado, o isolamento social imposto pela pandemia e o avanço acelerado do comércio online derrubaram a abertura de lojas físicas no País. Entre inaugurações e fechamentos, o comércio perdeu 75,2 mil pontos de venda, revela estudo da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), obtido com exclusividade pelo Estadão. O levantamento considera lojas com vínculo empregatício que entram no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O resultado de 2020 foi o pior desde 2016, quando o saldo tinha sido de 105,3 mil lojas fechando as portas, na época, por causa da maior recessão da história recente. Após dois anos seguidos de saldo positivo – com a abertura líquida de 27,1 mil lojas –, o estrago em 2020 só não foi maior por causa do auxílio emergencial, segundo o economista-chefe da CNC e responsável pelo estudo, Fabio Bentes. (Fonte: Estadão)

LEIA TAMBÉM:

Tudo sobre a DUE – Documento único de exportação

Declaração de Capitais Brasileiros no Exterior 2021 – Quem deve declarar?

Censo de Capitais Estrangeiros no Brasil 2021 – Conheça as obrigações!

Cenário externo

Os gastos do consumidor dos Estados Unidos tiveram a maior alta em sete meses em janeiro, com o governo distribuindo dinheiro adicional para alívio para famílias de baixa renda, em resposta à pandemia, enquanto novas infecções por Covid-19 caíram, preparando a economia para um crescimento mais rápido no primeiro trimestre. Apesar da forte recuperação nos gastos do consumidor relatada pelo Departamento de Comércio nesta sexta-feira, as pressões sobre os preços tiveram pouca alteração. A inflação está sendo observada de perto em meio a preocupações de que o pacote de recuperação proposto pelo presidente Joe Biden, de 1,9 trilhão de dólares, possa causar um superaquecimento da economia. Os gastos do consumidor, que respondem por mais de dois terços da atividade econômica dos EUA, subiram 2,4% no mês passado. Esse foi o maior ganho desde junho passado e veio após duas quedas mensais consecutivas. A renda pessoal disparou 10%, maior aumento desde abril passado, após alta de 0,6% em dezembro. A inflação ficou benigna. O núcleo do índice de preços de despesas de consumo pessoal (PCE, na sigla em inglês) –que exclui alimentos e energia, componentes considerados voláteis– subiu 0,3%, após ganho semelhante em dezembro. No acumulado de 12 meses até janeiro, o núcleo do PCE avançou 1,5%, após alta de 1,4% em dezembro. O núcleo desse índice de preços é a medida de inflação preferida do Fed para sua meta de uma média flexível de 2%. (Fonte: Yahoo)

O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos teve um crescimento de 4,1% no quarto trimestre de 2020 na comparação com o terceiro trimestre em termos anualizados, mostrou a segunda estimativa do Departamento de Comércio do país nesta quinta-feira (25). O resultado ficou dentro do esperado pelo mercado. Na primeira estimativa, o resultado havia mostrado um crescimento de 4%. (Fonte: InfoMoney)

A economia da Argentina se contraiu 10% no ano passado, um dos piores desempenhos na história, como consequência dos drásticos efeitos da pandemia de covid-19 que aprofundaram a recessão sofrida pelo país há três anos. Os dados do Estimador Mensal da Atividade Econômica divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística e Censos confirmam que a Argentina registrou o pior ano econômico desde 2002, quando a economia se contraiu 10,9% pelos efeitos da crise no final de 2001. (Fonte: UOL)

O ex-presidente Donald Trump insinuou ontem que poderá disputar a presidência novamente em 2024, atacou o presidente Joe Biden e repetiu suas afirmações fraudulentas de que venceu a eleição de novembro de 2020 em sua primeira aparição importante desde que deixou a Casa Branca. Ele também afirmou que não tem planos de criar uma legenda para competir com o Partido Republicano e disse que essas informações são “fake news”. Trump fez os comentários durante um discurso na Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC, nas siglas em inglês) em Orlando, Flórida, menos de seis semanas após deixar o cargo. (Fonte: Estadão)

A Câmara de Deputados dos Estados Unidos aprovou na madrugada de ontem o pacote de estímulos à recuperação econômica proposto pelo presidente americano, Joe Biden. Esta é a primeira vitória legislativa do democrata, que assumiu o cargo em janeiro. O plano, proposto como uma forma de amenizar os danos causados pela pandemia do novo coronavírus, prevê investimentos de US$ 1,9 trilhão. (Fonte: Estadão)

A União Europeia aprovou ontem a criação de um “passaporte da vacina” para retomar o turismo e as viagens de cidadãos europeus entre os países do bloco. Uma espécie de certificado digital, segundo a chanceler da Alemanha, Ângela Merkel, estaria disponível antes das férias de verão, em julho. A decisão de ontem foi tomada durante videoconferência de 5 horas entre os líderes dos 27 países da UE. França e Alemanha cederam, aceitando os argumentos dos países que defendem a retomada urgente da circulação de pessoas dentro do bloco. Embora haja consenso sobre a necessidade de criar um certificado de algum tipo, os governos ainda não chegaram a um acordo sobre como eles serão emitidos. (Fonte: Estadão)

Dólar e aversão ao risco

(índice de volatilidade dos preços das opções do S&P 500)

VIX Index - Indice VIX de volatilidade - medida de aversão a risco - Meu Câmbio - 01-03-2021
Gráfico do Índice de volatilidade do S&P 500 (VIX).

O VIX trabalhou nessa semana na média de 24,95 contra 21,87 da semana anterior.

Perspectivas

A previsão do dólar para 2021

As expectativas dos 105 economistas consultados pelo Banco Central são:

  • Valor mínimo esperado: R$ 5,00
  • Valor médio esperado: R$ 5,34
  • Valor máximo esperado: R$ 5,61
Expectativa de cotação do dólar para 2021 segundo relatório focus do BCB em 26-02-2021
Expectativa do dólar comercial para Mar-21, Abr-21, Mai-21 segundo Boletim Focus BCB.

Previsão para PIB

As expectativas dos 73 economistas consultados pelo Banco Central são:

Expectativa do PIB para 2021 segundo relatório focus do BCB em 26-02-2021
Expectativa do PIB comercial para Mar-21, Abr-21, Mai-21 segundo Boletim Focus BCB.

Previsão para IPCA

As expectativas dos 126 economistas consultados pelo Banco Central são:

Expectativa do IPCA para 2021 segundo relatório focus do BCB em 26-02-2021
Expectativa do IPCA comercial para Mar-21, Abr-21, Mai-21 segundo Boletim Focus BCB.

Saiba tudo sobre o câmbio de importação?

MERCADO HOJE

Dólar americano:

No fechamento de 01/03, o dólar comercial operava estável cotado a 5,6006

O Dólar Turismo neste mesmo horário era oferecido pela Meu Câmbio a R$ 5,811 + IOF.

Dólar-hoje-turismo-meucambio-01-03-2021
Gráfico do dólar comercial dos últimos 30 dias.
Dólar / Real
PeríodoVariaçãoTaxa
01/mar/21-0,09%5,6006
Na semana2,69%5,4539
No mês0,00%5,6006
No ano7,94%5,1887

Euro:

No fechamento de 01/03, o euro operava em queda de 0,35%, cotado a R$ 6,747.

O Euro Turismo neste mesmo horário era oferecido pela Meu Câmbio a R$ 7,012 + IOF.

Euro-hoje-turismo-meucambio-01-03-2021
Gráfico do euro comercial dos últimos 30 dias.
Euro / Real
PeríodoVariaçãoTaxa
01/mar/21-0,35%6,7470
Na semana1,70%6,6340
No mês0,00%6,7470
No ano5,80%6,3770

Agenda da Semana

DataHorárioMoedaEventoPrevisão AtualÚltima Previsão
TueMar 2 4:00amEURGerman Retail Sales m/m0.2%-9.6%
 5:00amEURSpanish Unemployment Change10.5K76.2K
 5:55amEURGerman Unemployment Change-9K-41K
 7:00amEURCPI Flash Estimate y/y0.9%0.9%
  EURCore CPI Flash Estimate y/y1.1%1.4%
 All DayUSDWards Total Vehicle Sales16.4M16.6M
WedMar 34:45amEURFrench Gov Budget Balance -178.1B
 7:00amEURPPI m/m1.3%0.8%
 10:15amUSDADP Non-Farm Employment Change203K174K
 4:00pmUSDBeige Book  
ThuMar 46:00amEURECB Economic Bulletin  
 7:00amEURRetail Sales m/m-1.5%2.0%
  EURUnemployment Rate8.3%8.3%
 9:30amUSDChallenger Job Cuts y/y 17.4%
 10:30amUSDRevised Nonfarm Productivity q/q-4.7%-4.8%
  USDRevised Unit Labor Costs q/q6.7%6.8%
  USDUnemployment Claims747K730K
 12:00pmUSDFactory Orders m/m2.2%1.1%
FriMar 54:00amEURGerman Factory Orders m/m0.4%-1.9%
 4:45amEURFrench Trade Balance-3.4B-3.4B
 6:00amEURItalian Retail Sales m/m-0.6%2.5%
 10:30amUSDAverage Hourly Earnings m/m0.2%0.2%
  USDNon-Farm Employment Change185K49K
  USDUnemployment Rate6.3%6.3%
  USDTrade Balance-67.5B-66.6B
 5:00pmUSDConsumer Credit m/m11.8B9.7B

Utilize gratuitamente nossa plataforma para controle dos contratos de câmbio de importação, exportação ou financeiros. Clique aqui e confira!


RELACIONADOS


#CaféComCâmbio – 13/01/22

As principais notícias que afetam o dólar comercial nesta quinta-feira 13/01/2022 MERCADO AGORA (10h51) Dólar comercial: R$ 5,5390 +0,07% Euro comercial: R$ 6,3520 +0,24% Lib […] LEIA MAIS


#CaféComCâmbio – 11/01/22

As principais notícias que afetam o dólar comercial nesta terça-feira 11/01/2022 MERCADO AGORA (10h23) Dólar comercial: R$ 5,6410 -0,56% Euro comercial: R$ 6,3950 -0,43% Lib […] LEIA MAIS

Recentes


#CaféComCâmbio – 13/01/22

As principais notícias que afetam o dólar comercial nesta quinta-feira 13/01/2022 MERCADO AGORA (10h51) Dólar comercial: R$ 5,5390 +0,07% Euro comercial: R$ 6,3520 +0,24% Lib […] LEIA MAIS


#CaféComCâmbio – 11/01/22

As principais notícias que afetam o dólar comercial nesta terça-feira 11/01/2022 MERCADO AGORA (10h23) Dólar comercial: R$ 5,6410 -0,56% Euro comercial: R$ 6,3950 -0,43% Lib […] LEIA MAIS