Bem-vindo, CITRUS 7
TOTAL TRANSFERIDO BRL 1500,00 ECONOMIZADO BRL 44,00

Análise Econômica Semanal Meu Câmbio – 08/12/2020

08 de dezembro , 2020 | em #MeuCâmbio |

Acompanhe semanalmente a evolução do preço do dólar, euro e saiba tudo que pode influenciar o preço das moedas. Com a Meu Câmbio você tem acesso a toda a informação que precisa para escolher a melhor hora de realizar suas operações cambiais.

Cenário interno

Economia

  • Em meio às incertezas sobre os impactos da pandemia de coronavírus no país e no mundo, o mercado brasileiro melhorou a expectativa em relação a uma contração do PIB (Produto Interno Bruto) em 2020, em comparação à semana anterior, segundo os dados do Relatório Focus divulgado dia 04/12 pelo Bacen. Seguem principais dados das medianas de mercado para 2020:
    • PIB: Queda de 4,40%
    • IPCA: 4,21%
    • Câmbio: R$/US$ 5,22
    • Selic: 2,00%
  • O investidor estrangeiro ingressou liquidamente com R$ 33,32 bilhões na B3 em novembro, resultado de R$ 352,56 bilhões em compras e R$ 319,23 bilhões em vendas. Esta foi a maior entrada de recursos desde o início da série histórica do Valor Data, em janeiro de 1996, e interrompeu uma série quase que consecutiva de saída do estrangeiro da bolsa brasileira em 2020. Com exceção dos meses de junho, outubro e agora novembro, todos os períodos do ano foram de saldo negativo. Somente no dia 30, último dado disponibilizado pela B3, o estrangeiro aportou R$ 650,5 milhões. No ano, porém, o saldo segue negativo, em R$ 51,56 bilhões. Ao considerar o mercado primário (IPOs e follow-ons), com entrada de R$ 19,61 bilhões até setembro, o fluxo de estrangeiro na bolsa está negativo em R$ 31,95 bilhões. Já o investidor pessoa física sacou R$ 9,09 bilhões da B3 em novembro. No dia 30, por outro lado, houve entrada líquida de R$ 1,18 bilhão e, no ano, o saldo está positivo em R$ 54,87 bilhões. (Fonte: Valor Investe)
  • Aplicação financeira mais tradicional dos brasileiros, a caderneta de poupança registrou a primeira queda na captação líquida (depósitos menos saques), depois de nove meses consecutivos de melhora. Em novembro, os investidores depositaram R$ 1,48 bilhão a mais do que retiraram da aplicação, informou nesta sexta-feira (4) o Banco Central (BC). A captação líquida é 39% inferior ao registrado em novembro do ano passado, quando os brasileiros depositaram R$ 2,43 bilhões a mais do que tinham sacado. Nos últimos meses, a caderneta tinha quebrado uma sequência de recordes desde o início da série histórica, em 1995. (Fonte: Isto É Dinheiro)
  • A balança comercial registrou superávit de US$ 3,732 bilhões em novembro, informou nesta terça-feira (1º) o Ministério da Economia. O resultado de novembro é 4,7% maior que o registrado no mesmo mês do ano passado (+US$ 3,565 bilhões). Esse também foi o maior superávit para esse mês desde 2018, quando as exportações superaram as importações em US$ 4,076 bilhões. Em novembro deste ano, as exportações somaram US$ 17,531 bilhões, valor 1,2% menor que o registrado no mesmo período do ano passado. Recuaram, nesta comparação, as vendas da agropecuária (-21,9%) e da indústria de transformação (-2,9%). Houve aumento nas exportações da indústria extrativa (+26,9%). As importações, por sua vez, totalizaram US$ 13,799 bilhões, recuo de 2,6% na mesma comparação. No acumulado dos onze primeiros meses deste ano, a balança comercial registrou superávit de US$ 51,160 bilhões, informou o Ministério da Economia. O valor é 21,6% maior que o saldo de US$ 42,089 bilhões registrado no mesmo período do ano passado e supera também o resultado positivo de 2019 fechado, que foi de US$ 48,035 bilhões (valor revisado).

(Fonte: G1)

• O crescimento do setor de serviços do Brasil perdeu um pouco de força em novembro, diante dos contínuos temores relacionados ao coronavírus, mas ainda assim a atividade registrou a primeira expansão do emprego desde fevereiro, ajudada por crescimento dos novos trabalhos, apontou nesta quinta-feira a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês). Entretanto, o otimismo para os próximos 12 meses diminuiu e houve forte aumento nos custos de insumos, levando o PMI de serviços a cair a 50,9 em novembro, de 52,3 em outubro, quando havia marcado máxima em nove meses. Embora esse resultado indique apenas uma taxa marginal de expansão, o índice permaneceu acima da marca de 50, que separa crescimento de contração, pelo terceiro mês seguido. (Fonte: Money Times)
• Além da alta dos alimentos, os brasileiros vão ter que lidar com o aumento da conta de luz em dezembro, por causa da decisão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) de reativar o sistema de bandeiras tarifárias com a bandeira vermelha patamar 2. Por isso, a inflação vai continuar em alta e deve fechar o ano acima da meta de 4%. O mercado calcula que a inflação vai subir quase 0,5 ponto percentual neste mês por causa do aumento da energia. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o consumo de energia elétrica residencial representa 4,3% da cesta de consumo medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que vem subindo por conta da alta dos alimentos e, mais recentemente, da recomposição de preços de bens industriais e serviços. Com a bandeira vermelha, as faturas de energia vão ter um acréscimo de R$ 6,243 para cada 100 quilowatts-hora consumidos. O impacto não era esperado, visto que, na pandemia de COVID-19, a Aneel havia prometido só reativar o sistema de bandeiras tarifárias em 2021. (Fonte: Estado de Minas)
• O governo levantou 2,5 bilhões de dólares em uma emissão no mercado externo nesta quarta-feira que envolveu a reabertura de títulos de 5 anos (Global 2025), 10 anos (Global 2030) e 30 anos (Global 2050), com redução do prêmio dos papéis na primeira vez que o país realiza uma oferta com três tranches. “Houve forte demanda pelos títulos ofertados no mercado externo, superando a oferta em mais de 3 vezes”, disse o Tesouro em mensagem à imprensa. Segundo o Tesouro, foram emitidos desta vez 500 milhões de dólares do Global 2025, com taxa de retorno para o investidor de 2,2%, ante 3% em junho, menor patamar já obtido pelo país em colocações em dólares. O spread foi de 177,9 pontos-base acima da Treasury (título do Tesouro norte-americano) e preço de 102,873% do seu valor de face. Já em relação ao Global 2030, a emissão foi de 1,25 bilhão de dólares, com taxa de retorno de 3,45%, contra taxa de 4% de junho. Nesse caso, o Tesouro destacou que o spread ficou 250,1 pontos-base acima da Treasury, com preço de 103,421% do seu valor de face. Finalmente, foram emitidos 750 milhões de dólares do Global 2050, com taxa de retorno de 4,5%, sobre 4,914% da emissão original, resultando em um spread de 279,2 pontos-base acima da Treasury e preço de 103,995% do seu valor de face. De acordo com o Tesouro, esta foi a menor taxa já obtida pelo Brasil em títulos de 30 anos. (Fonte: UOL)
• Os shoppings registraram o primeiro crescimento semanal desde o início da pandemia, impulsionado pela Black Friday. De 23 a 29 de novembro, as vendas dos centros comerciais subiram 52,8%, na comparação com o mesmo período do ano passado. Também tiveram alta de 22,5% em relação à última semana de fevereiro (última semana de um mês antes da chegada da pandemia). Os dados foram apurados pela Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) em parceria com a Cielo e compõem o Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA). O aumento nos casos de coronavírus e a possível volta das limitações de fluxo nos shoppings, porém, acenderam a luz amarela no setor: a melhora nas vendas foi proporcional à quantidade de horas que os estabelecimentos puderam ficar abertos. O crescimento nas vendas da Black Friday ainda não compensou as perdas acumuladas dos últimos meses. Entre 2 de março e 29 de novembro, elas ficaram em 46,2%. Mesmo assim, há uma recuperação gradual em andamento. Nas últimas semanas de agosto, setembro e outubro, as perdas acumuladas foram de 60,6%, 56,3% e 51,8%, respectivamente. (Fonte: Estadão)
• Com 225 mil unidades emplacadas, novembro passou a ser o melhor mês do ano na comercialização de veículos zero-quilômetro no País. Na comparação com outubro, recorde anterior de 2020, as vendas subiram 4,65%. Ainda assim, o volume ficou 7,12% abaixo do total vendido no mesmo mês do ano passado, uma queda em parte explicada por restrições de oferta, já que, apesar da fila de espera de clientes frotistas como as locadoras, as montadoras ainda aguardam sinais mais claros de que a recuperação não se limita a uma demanda reprimida para reabrir turnos de produção fechados na pandemia. A produção também vem sendo limitada pela insuficiência de insumos. No acumulado desde janeiro, as vendas têm queda de 28,15%, num total de 1,81 milhão de unidades licenciadas, de acordo com dados divulgados pela Fenabrave, entidade que representa as concessionárias de automóveis, incluindo carros de passeio, utilitários leves, como picapes e vans, caminhões e ônibus. (Fonte: Estadão)

PIB

  • O Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 7,7% no terceiro trimestre de 2020 (comparado ao segundo trimestre de 2020), na série com ajuste sazonal. Em relação a igual período de 2019, o PIB caiu 3,9%. No acumulado dos quatro trimestres terminados em setembro, houve queda de 3,4% frente aos quatro trimestres imediatamente anteriores. Em valores correntes, o PIB do terceiro trimestre de 2020 totalizou R$ 1,891 trilhão, sendo R$ 1,627 trilhão em Valor Adicionado (VA) a preços básicos e R$ 264,1 bilhões em Impostos sobre Produtos líquidos de Subsídios. A taxa de investimento no terceiro trimestre de 2020 foi de 16,2% do PIB, ficando praticamente estável em relação a observada no mesmo período de 2019 (16,3%). No acumulado do ano até o terceiro trimestre de 2020, o PIB caiu 5,0% em relação a igual período de 2019. Nesta comparação, a Agropecuária cresceu 2,4%, enquanto a Indústria (-5,1%) e os Serviços (-5,3%) registraram queda. (Fonte: Agência IBGE de Notícias)

No cenário externo:

  • A Argentina cobrará um imposto extraordinário sobre grandes fortunas para financiar a luta contra a pandemia. Depois de um acirrado debate, os senadores que se alinham com o Governo aprovaram por 42 votos a 26 uma lei que tributa uma única vez patrimônios de mais de 200 milhões de pesos (cerca de 13 milhões de reais). O percentual de taxação varia entre 2% e 3,5%, quando a fortuna declarada ao Tesouro ultrapassar 35 milhões de dólares (181 milhões de reais). O Executivo espera arrecadar cerca de 3,5 bilhões de dólares que prometeu destinar a planos produtivos e de saúde. A oposição considerou o imposto “confiscatório” e alertou que isso desestimularia os investimentos. (Fonte: El País)
  • As negociações comerciais pós-Brexit estavam no fio da navalha nesta segunda-feira, à medida que Reino Unido e União Europeia faziam sua última tentativa de superar diferenças significativas e chegar a um acordo que evite uma saída desordenada em apenas 24 dias. Com o crescente temor de um caos sem acordo comercial depois que o Reino Unido finalmente deixar a órbita da UE, em 31 de dezembro, as negociações serão retomadas em Bruxelas antes de que o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, analisem a situação na noite desta segunda-feira. O primeiro-ministro irlandês, Micheal Martin, disse no domingo que as chances de um acordo eram de 50-50. O banco de investimentos JPMorgan disse que as chances de uma saída sem acordo aumentaram de 20% para um terço. A libra caía devido às preocupações de que não haverá um acordo cobrindo um comércio anual de quase 1 trilhão de dólares. O negociador-chefe da UE, Michel Barnier, estava “bastante abatido quanto às perspectivas de um acordo” quando falou a enviados nacionais durante uma refeição em Bruxelas na manhã desta segunda-feira, segundo um diplomata que participou da reunião. “As negociações UE-Reino Unido chegaram na reta final, o tempo está se esgotando rapidamente”, disse outro diplomata da UE. “Cabe ao Reino Unido escolher entre … um resultado positivo ou um resultado sem acordo.” As negociações comerciais não parecem boas, a menos que o Reino Unido compreenda a necessidade de encontrar um meio termo em três principais questões pendentes, disse a comissária de Serviços Financeiros da UE, Mairead McGuinness, nesta segunda-feira. (Fonte: Yahoo Finanças)
  • O mercado de trabalho dos Estados Unidos criou 245 mil vagas em novembro, número bem abaixo do registrado em outubro, quando a economia do país havia registrado a marca de 610 mil postos – número revisado. Os dados, divulgados nesta sexta-feira (4) pelo Departamento do Trabalho do país, vieram aquém do esperado pelos economistas consultados pela Bloomberg, que projetavam a geração de 475 mil vagas de trabalho no período em análise. Com isso, a criação líquida de empregos foi a menor desde maio, quando houve uma onda de demissões ocasionadas pela crise financeira em decorrência da pandemia de Covid-19. Por outro lado, a taxa de desemprego nos EUA veio em linha com o esperado, ficando no patamar de 6,7%. (Fonte: Trade Map)
  • A balança comercial dos Estados Unidos apresentou déficit de US$ 63,1 bilhões em outubro, acima dos US$ 62,1 bilhões registrados em setembro, informou o Departamento de Comércio americano nesta sexta-feira, 4. Analistas consultados pelo Wall Street Journal previam déficit maior, de US$ 64,8 bilhões.
    As importações cresceram US$ 5 bilhões no período, a US$ 245,1 bilhões, enquanto as exportações subiram US$ 4 bilhões no mesmo intervalo, a US$ 182,0 bilhões.
    O déficit registrado na balança comercial de setembro foi revisado de US$ 63,86 bilhões para US$ 62,1 bilhões.  (Fonte: Estado de Minas)
  •  As negociações entre o Fundo Monetário Internacional (FMI) e a Argentina em torno de um novo programa de empréstimos do FMI estão “muito fluidas e construtivas”, e há expectativa da ida de autoridades argentinas a Washington nas próximas semanas para mais conversas, disse o porta-voz do FMI, Gerry Rice, nesta quinta-feira. Em coletiva de imprensa regular, Rice afirmou que uma recente missão de integrantes do Fundo à cidade de Buenos Aires fez “bom progresso” na definição dos elementos iniciais dos planos de reforma econômica da Argentina. Ele afirmou que os dois lados “compartilham a opinião de que enfrentar os desafios argentinos irá exigir um conjunto cuidadosamente equilibrado de políticas que promovam a estabilidade, restaurem a confiança, protejam as pessoas mais vulneráveis ​​da Argentina e estabeleçam as bases para um crescimento sustentável e inclusivo enquanto a Argentina enfrenta seus desafios econômicos e, claro, luta contra a pandemia”. A Argentina está buscando substituir seu fracassado programa de financiamento de 57 bilhões de dólares com o FMI, lançado em 2018 como o maior programa na história de 75 anos do Fundo. Cerca de 45 bilhões de dólares em recursos do FMI foram desembolsados ​​sob o programa. (Fonte: Jornal Extra)
  • Em uma eleição legislativa com pouca margem para surpresa, já que a maior parte da oposição boicotou o processo, o que chamou atenção ontem na Venezuela foi a alta abstenção, uma mistura de desânimo e protesto silencioso contra o governo de Nicolás Maduro. Em Caracas, as filas para colocar gasolina eram maiores que as de eleitores nos centros de votação, o que abriu caminho para que o chavismo retomasse o controle do Parlamento. Durante o dia, os centros eleitorais de todo o país ficaram vazios. Maduro, que tem alta rejeição, transferiu o domicílio eleitoral para Forte Tiúna, em vez de votar em um bairro popular de Caracas, como em anos anteriores. “A quantas anda a fraude de Maduro”, tuitou o líder opositor Juan Guaidó, postando imagem de uma seção eleitoral vazia. Observadores ligados à oposição afirmaram que o comparecimento ficou abaixo de 20%. Com o controle do Parlamento, Maduro ganha mais poder internacional para captar investimentos e tentar tirar o país da crise. Guaidó deixa de ser deputado e perde o pouco poder que ainda tinha, embora tenha dito ontem que se manterá como “presidente” do país. (Fonte: Estadão)

Dólar e aversão ao risco

(índice de volatilidade dos preços das opções do S&P 500)

Evolução da aversão ao risco medida pelo VIX

O VIX trabalhou nessa semana na média de 20,92 contra 21,59 da semana anterior

Perspectivas

A previsão do dólar para 2020

As expectativas dos 111 economistas consultados pelo Banco Central são:

  • Valor mínimo esperado: R$ 5,00
  • Valor médio esperado: R$ 5,27
  • Valor máximo esperado: R$ 5,71
Previsão para o dólar Boletim Focus BCB

Previsão para PIB

As expectativas dos 81 economistas consultados pelo Banco Central são:

Previsão para PIB Boletim Focus BCB

Previsão para IPCA

As expectativas dos 126 economistas consultados pelo Banco Central são:

Previsão para IPCA Boletim Focus BCB

Dólar americano:

No fechamento de 07/12, o dólar comercial operava em queda de 0,09% % cotado a 5,1200

O Dólar Turismo neste mesmo horário era oferecido pela Meu Câmbio a R$ 5,275 + IOF.

Gráfico da evolução da cotação do dólar turismo em São Paulo em 2020
Dólar / Real
PeríodoVariaçãoTaxa
07/dez/20-0,09%5,1200
Na semana-4,23%5,3462
No mês-4,23%5,3462
No ano27,62%4,0118
Evolução da cotação do dólar turismo em São Paulo em 2020

Euro:

No fechamento de 07/12, o euro operava em queda de 0,24%, cotado a R$ 6,205.

O Euro Turismo neste mesmo horário era oferecido pela Meu Câmbio a R$ 6,402 + IOF.

Gráfico da evolução da cotação do euro turismo em São Paulo em 2020
Euro / Real
PeríodoVariaçãoTaxa
07/dez/20-0,24%6,2050
Na semana-2,85%6,3870
No mês-2,85%6,3870
No ano38,07%4,4940
Evolução da cotação do euro turismo em São Paulo em 2020

Agenda da semana – Principais eventos para acompanhar

DataHorárioMoedaEventoPrevisão AtualÚltima Previsão
WedDec 94:00amEURGerman Trade Balance18.7B17.8B
 12:00pmUSDFinal Wholesale Inventories m/m0.9%0.9%
  USDJOLTS Job Openings6.30M6.44M
 12:30pmUSDCrude Oil Inventories -0.7M
 3:01pmUSD10-y Bond Auction 0.96|2.3
ThuDec 104:45amEURFrench Industrial Production m/m0.4%1.4%
 10th-15thCNYM2 Money Supply y/y10.5%10.5%
 10th-15thCNYNew Loans1450B690B
 9:45amEURMain Refinancing Rate0.00%0.00%
  EURMonetary Policy Statement  
 10:30amEURECB Press Conference  
  USDCPI m/m0.1%0.0%
  USDCore CPI m/m0.1%0.0%
  USDUnemployment Claims723K712K
 12:30pmUSDNatural Gas Storage -1B
 3:01pmUSD30-y Bond Auction 1.68|2.3
 4:00pmUSDFederal Budget Balance-200.0B-284.1B
FriDec 114:00amEURGerman Final CPI m/m-0.8%-0.8%
 6:00amEURItalian Industrial Production m/m1.1%-5.6%
 TentativeEURItalian Quarterly Unemployment Rate9.8%8.3%
 10:30amUSDCore PPI m/m0.2%0.1%
  USDPPI m/m0.1%0.3%
 12:00pmUSDPrelim UoM Consumer Sentiment76.176.9
  USDPrelim UoM Inflation Expectations 2.8%

RELACIONADOS


Comece seu dia bem informado com nosso Café Com Câmbio de hoje 22/01

As principais notícias que afetam o dólar comercia […] LEIA MAIS


Comece seu dia bem informado com nosso Café Com Câmbio de hoje 21/01

As principais notícias que afetam o dólar comercia […] LEIA MAIS

Recentes


Comece seu dia bem informado com nosso Café Com Câmbio de hoje 22/01

As principais notícias que afetam o dólar comercia […] LEIA MAIS


Comece seu dia bem informado com nosso Café Com Câmbio de hoje 21/01

As principais notícias que afetam o dólar comercia […] LEIA MAIS