Bem-vindo, CITRUS 7
TOTAL TRANSFERIDO BRL 1500,00 ECONOMIZADO BRL 44,00

Desmistificando a moeda estrangeira

08 de novembro , 2018 | em #MeuCâmbio, Câmbio Turismo, Cartão de crédito, Dólar, Mercado, Moedas, Se o dólar está caro, Turismo |

Na hora de comprar dinheiro de fora, é comum encontrar informações na internet sobre imposto, cotação cobrada no dia, cartão com fatura cobrada de acordo com o valor da moeda no dia e outras situações. Aqui mesmo no blog nós já falamos de como organizar seu dinheiro, mas possivelmente nunca tenhamos esclarecido suas dúvidas uma a uma.

No post de hoje a Meu Câmbio vai responder algumas das dúvidas mais comuns sobre a compra de câmbio.

O que é IOF?

O IOF é o Imposto sobre Operações Financeiras, o mesmo cobrado nos cartões de crédito dentro do país. Ele é uma das melhores formas de arrecadação da União e, segundo ela, é muito importante para entender como se dão as transações no mercado. Mas como ele se aplica na compra de câmbio?

O percentual fixo cobrado na compra de câmbio dentro do país é de 1,1%, enquanto o uso do cartão de crédito no exterior é de 6,38%, ou seja, seis vezes mais alto do que o dinheiro em espécie.

Até março de 2018, o percentual era de 0,38% para o câmbio, mas apesar do crescimento, comprar a moeda antes ainda é mais econômico.

Ainda vale a pena usar cartão de crédito internacional?

Embora a economia seja um fator importante, a segurança não deve ser esquecida. Andar apenas com dinheiro vivo, além de perigoso, pode não ser um bom negócio. No caso de o dinheiro acabar, é importante ter um cartão internacional em mãos.

Além dos 6,38% de taxa no cartão, o usuário ainda precisa ficar atento ao valor da fatura. A maioria deles cobra a fatura de acordo com a cotação do dia de fechamento. Mas nessas situações ter esta opção pode ser vantajoso? Depende da operadora. Alguns bancos tradicionais já estão se inspirando nos novatos e modificando sua cobrança de taxas, por isso, pagar conforme a cotação do dia do gasto já é uma alternativa oferecida.

Por que a moeda turismo é mais cara do que a comercial?

Eles têm valores diferentes porque sua finalidade é diferente também. A moeda para turismo, como diz o nome, inclui o VET (Valor Efetivo Total), que é o montante destinado ou recebido pelas instituições autorizadas a comercializar moeda estrangeira. O VET abrange o IOF e a taxa de câmbio.

Por isso o Banco Central não permite que o turista faça compras com o dólar comercial, porque ele não inclui o valor das casas de câmbio e faz suas compras no exterior sem essas instituições devidamente autorizadas a oferecer esses serviços.

Para comprar câmbio com as melhores cotações, compare antes na Meu Câmbio e comece a planejar uma viagem mais econômica desde já.
Tem mais dúvidas sobre destinos, planejamento e dinheiro? Conte para a Meu Câmbio, a gente explica!

 


RELACIONADOS


7 museus diferentes para você conhecer pelo mundo

Sempre que falamos em museu, lembramos imediatamente de pinturas clássicas, obras mundialmente reconhecidas ou qualquer outro tipo de clichê das artes, mas pode esquecer isso! Tudo à nossa volta e […] LEIA MAIS


Panorama de Mercado

Análise Meu Câmbio Acompanhe semanalmente a evolução do preço do dólar, euro e saiba tudo que pode influenciar o preço das moedas. Com a Meu Câmbio você tem acesso a toda a informação qu […] LEIA MAIS

Recentes


7 museus diferentes para você conhecer pelo mundo

Sempre que falamos em museu, lembramos imediatamente de pinturas clássicas, obras mundialmente reconhecidas ou qualquer outro tipo de clichê das artes, mas pode esquecer isso! Tudo à nossa volta e […] LEIA MAIS


Panorama de Mercado

Análise Meu Câmbio Acompanhe semanalmente a evolução do preço do dólar, euro e saiba tudo que pode influenciar o preço das moedas. Com a Meu Câmbio você tem acesso a toda a informação qu […] LEIA MAIS