Bem-vindo, CITRUS 7
TOTAL TRANSFERIDO BRL 1500,00 ECONOMIZADO BRL 44,00

Panorama de Mercado

12 de novembro , 2019 | em #MeuCâmbio |

Acompanhe semanalmente a evolução do preço do dólar, euro e saiba tudo que pode influenciar o preço das moedas. Com a Meu Câmbio você tem acesso a toda a informação que precisa para escolher a melhor hora de realizar suas operações cambiais.

Cenário interno

Economia

  • A expectativa de alto fluxo de entrada em função do megaleilão da área do pré-sal, e os melhores índices econômicos anunciados, fizeram o dólar negociar no começo do mês de novembro abaixo de USD/BRL 4,00. Com a decepção no resultado do leilão, arrecadando menos que o previsto e atraindo poucos investidores, somada a decisão do STF sobre a 2ª. instância, fizeram com que o dólar recuperasse terreno nesse mês, apresentando uma alta, até o momento, de mais de 4,50% contra o Real.
  • A inflação oficial é a menor para outubro desde 1998, segundo o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), divulgado no dia 07 de novembro, pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A inflação registrou taxa de 0,1% em outubro deste ano, frente a 0,45% no mesmo período do ano anterior. A queda no preço da energia foi o principal item que influenciou o baixo patamar para outubro. Segundo a pesquisa, com exceção de Salvador, que teve alta de 0,86%, e Vitória, de 2,24%, todas as áreas pesquisadas registraram recuo nos preços da energia, que chegou a -5,99% em Goiânia. (Fonte: R7)
  • A Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia revisou no dia 07 de novembro, por meio do “Boletim Macrofiscal”, a sua estimativa oficial para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) deste ano de 3,67% para 3,26%. Até o momento, a área econômica tem informado que a correção do salário mínimo, em 2020, terá por base apenas a variação da inflação registrada no acumulado deste ano – com base no INPC. Assim, a estimativa de um índice inflacionário mais baixo para 2019 também implicará, se o formato de correção for mantido, em um valor menor para o salário mínimo no ano que vem. Atualmente, o salário mínimo é de R$ 998. A última previsão oficial do governo para o salário mínimo no ano que vem apontava um valor de R$ 1.039. Entretanto, se for feita uma correção com base na nova estimativa para o INPC deste ano, o reajuste do salário mínimo seria menor, e o valor seria de R$ 1.030,53. (Fonte: Estadão)
  • O governo quer acabar com os municípios com menos de 5 mil habitantes e com arrecadação própria menor que 10% da receita total, o que é visto como indício de baixa sustentabilidade financeira. A ideia é que eles sejam incorporados por municípios vizinhos em 2025, o que significa que não haveria sequer eleição local em 2024. A criação de novas cidades também passará a depender da comprovação da sustentabilidade financeira da prefeitura. (Fonte: Estadão)
  • As grandes petroleiras estrangeiras não compareceram e o megaleilão de campos de petróleo no pré-sal terminou em clima de frustração, com arrecadação de R$ 70 bilhões – a expectativa era de R$ 106,5 bilhões. Estados e municípios vão ficar com R$ 11,7 bilhões e o governo federal, com R$ 23,7 bilhões. O resultado complica as contas federais para 2020, mas o presidente Jair Bolsonaro negou que o governo tenha ficado frustrado. “O campo mais importante foi vendido. No meu entender, foi um sucesso”, disse. Há perspectiva de mudança do modelo nas disputas futuras. Sem competição e sem ágio, duas das quatro áreas ofertadas foram vendidas à Petrobrás, em consórcio com chineses. Pesou na decisão das multinacionais de ficar de fora a incerteza em torno da compensação que deverá ser paga à estatal brasileira. (Fonte: Estadão)
  • O Brasil votou pela primeira vez na ONU a favor do embargo econômico imposto em 1962 pelos EUA a Cuba, rompendo uma posição diplomática tradicional. Há 27 anos, com voto brasileiro, a Assembleia-Geral aprova uma resolução pedindo o fim do bloqueio americano. (Fonte: Estadão)

Previdência

  • O presidente do Congresso Nacional, Davi Alcolumbre, convocou deputados e senadores para uma sessão solene no dia 12 de novembro, às 10 horas, para promulgar a reforma da Previdência (Emenda Constitucional 103), oriunda da proposta de emenda à Constituição 6/19. (Fonte: Agência Câmara de Notícias)
  • O plenário do Senado aprovou, em primeiro turno, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que permite a inclusão de Estados e municípios ao novo regime de Previdência instituído pela reforma da Previdência. A chamada PEC paralela foi aprovada com 56 votos favoráveis e 11 contrários. Os senadores ainda vão votar, semana que vem, quatro sugestões de alterações ao texto-base. (Fonte: Estadão)

Empresas

  • IPO de menor porte entra no radar de mercado – De um lado, juros no menor patamar da história – com investidores muito interessados em buscar rentabilidade maior em renda variável. Do outro, empresas médias com vontade de crescer e vendo recursos disponíveis com maior facilidade, sobretudo no mercado de capitais. Com a soma da fome com a vontade de comer, pela primeira vez, agentes de mercado estão se movimentando para criar uma alternativa que una as duas pontas e facilite o acesso dessas companhias à Bolsa. Além da expectativa de entrada de novos competidores que possam cumprir o papel de estruturadores da operação de ida à Bolsa, outra possibilidade é a desintermediação para as ofertas iniciais de ações (IPO, na sigla em inglês) abaixo de R$ 400 milhões. Entre as saídas, está o crowdfunding, que é o investimento coletivo já regulado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o regulador do mercado de capitais. (Fonte: Estadão)
  • Em evento de comemoração pelos 300 dias de governo, o presidente Jair Bolsonaro assinou um projeto de lei que prevê a privatização da Eletrobrás. Pelo texto, que tem de passar agora pelo Congresso, a União ficaria com uma participação de cerca de 40% do capital – perdendo o controle da operação – depois de um processo de capitalização da empresa. (Fonte: Estadão)
  • Com maior apetite para emprestar para famílias e pequenas empresas e o calote ainda sob controle, os grandes bancos conseguiram entregar mais um trimestre de resultados crescentes. Pressionados por aumento de concorrência e o peso do legado das estruturas inchadas e caras, as linhas de receitas e despesas seguiram em xeque, com os bancos cortando gastos e ampliando seus portfólios para não ficarem para trás na briga com as fintechs. Juntos, Banco do Brasil, Bradesco, Itaú Unibanco e Santander Brasil apresentaram lucro líquido de R$ 21,946 bilhões no terceiro trimestre, cifra 19% maior em relação ao mesmo período do ano passado, de R$ 18,435 bilhões.  (Fonte: Estadão)

No cenário externo:

  • Os parlamentares britânicos elegeram Lindsay Hoyle, do Partido Trabalhista, como presidente da Câmara dos Comuns, no dia 04 de novembro, para assumir o papel de arbitrar os legisladores sobre a prolongada disputa do Brexit. Nos três anos desde que o Reino Unido votou para deixar a União Europeia, o presidente tem tido um papel cada vez mais influente no processo de debate parlamentar sobre os acertos e erros do Brexit e aprovar as leis necessárias para implementá-lo. O presidente é o árbitro de disputas processuais na Câmara dos Comuns, a câmara baixa do Parlamento, e tem o poder de decidir quais desafios aos planos do governo conservador podem prosseguir. (Fonte: Swissinfo.ch)
  • A economia da zona do euro crescerá menos do que o esperado este ano e em 2020 – afirmou a Comissão Europeia nesta quinta-feira (7), alertando que um ressurgimento da tensão comercial global poderá dificultar ainda mais a expansão. O Produto Interno Bruto (PIB) dos 19 países da zona do euro em seu conjunto crescerá 1,1% em 2019, e 1,2%, em 2020, segundo as atuais previsões da Comissão, uma redução de 0,1 e 0,2 ponto, respectivamente, em relação a julho. (Fonte: IstoéDinheiro)
  • O governo aumentou a projeção para o crescimento da economia em 2019. A estimativa do Produto Interno Bruto (PIB) foi revisada de 0,85% para 0,9%. Para 2020, a previsão é que o PIB tenha expansão de 2,32%, ante a previsão anterior de 2,17%. Para os três anos seguintes, a estimativa é 2,5%. Essas estimativas estão no Boletim Macrofiscal da Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia, divulgado no dia 07 de novembro. (Fonte: Canal Rural)
  • O Irã anunciou, no dia 03 de novembro, a descoberta de um campo de petróleo com reservas estimadas em 53 bilhões de barris, o que aumentaria suas reservas nacionais em um terço, uma “boa notícia” para um país que enfrenta sanções econômicas dos EUA.“Encontramos um campo de petróleo com [reservas estimadas em] 53 bilhões de barris”, declarou o presidente iraniano, Hassan Rohani, durante discurso em Yazd (centro). Essa descoberta pode aumentar em um terço as reservas do país. Elas eram de 155,6 bilhçies de barris no final de 2018, segundo a última edição do “Balanço estatístico da energia mundial”, publicado pelo grupo BP. Isso coloca o Irã na quarta posição mundial de produtores de petróleo, atrás da Venezuela, Arábia Saudita e Canadá. A notícia poder fazer o país subir uma posição. (Fonte: IstoéDinheiro)
  • Em 48 horas, o presidente Donald Trump sofreu derrotas importantes nas urnas, no Congresso e viu esse mau momento refletido em pesquisas que lhe colocaram em posição incômoda diante dos rivais democratas. Entre os reveses, os mais evidentes vieram das eleições nos Estados de Virgínia e Kentucky, na noite de terça-feira, consideradas termômetros da corrida presidencial de 2020. Em Kentucky, Estado conservador, o governador republicano Matt Bevin não se reelegeu – perdeu para o democrata Andy Beshear. Embora Bevin fosse um dos governadores mais impopulares dos EUA, a derrota é significativa por dois motivos. Primeiro, porque Trump venceu a eleição presidencial de 2016 em Kentucky com facilidade, por mais de 30 pontos de vantagem sobre Hillary Clinton. Depois, porque ele se empenhou pessoalmente na campanha, comparecendo a um comício de Bevin na segunda-feira. Em Virgínia, a noite do dia 05 de novembro, também foi desastrosa para os republicanos. Pela primeira vez, desde 1993, os democratas passaram a controlar a Câmara, o Senado e o governo do Estado. No entanto, o sinal mais preocupante para a equipe de Trump foi o enfraquecimento do apoio aos republicanos nos subúrbios – em geral habitados pela classe média, que até então era fiel. (Fonte: Estadão)
  • O presidente da Bolívia, Evo Morales, renunciou ao cargo após pressão das Forças Armadas e de protestos violentos que ocorrem no país há semanas. As manifestações começaram depois que Evo saiu-se vencedor, em outubro, de uma eleição declarada irregular pela Organização dos Estados Americanos (OEA). Ele se preparava para cumprir o seu quarto mandato seguido. Em comunicado na TV, Evo disse ter sido vítima de um “golpe de Estado”, atacou a OEA e afirmou que pretendia evitar mais violência. (Fonte: Estadão)

Dólar e aversão ao risco

(índice de volatilidade dos preços das opções do S&P 500)

Em semana de pouca oscilação, o VIX trabalhou na média da semana a 12,05 contra 12,77 da semana anterior.

Perspectivas

A previsão do dólar para 2019

As expectativas dos 108 economistas consultados pelo Banco Central são:

  • Valor mínimo esperado: R$ 3,74
  • Valor médio esperado: R$ 4,02
  • Valor máximo esperado: R$ 4,20

Previsão para PIB

As expectativas dos 74 economistas consultados pelo Banco Central são:

Previsão para IPCA

As expectativas dos 126 economistas consultados pelo Banco Central são:

Dólar americano hoje:

As 12:15hs, o dólar comercial operava em alta, cotado a 4,17

O dólar turismo neste mesmo horário é oferecido pela Meu Câmbio a R$ 4,36 + IOF.

Euro hoje:

As 12:15hs o euro operava em alta, cotado a R$ 4,60.

O euro turismo neste mesmo horário é oferecido pela Meu Câmbio a R$ 4,85 + IOF.

Próximos eventos internacionais relevantes


RELACIONADOS


02/06/2020 – Panorama de mercado semanal

Acompanhe semanalmente a evolução da cotação do dólar, euro e saiba tudo que pode influenciar o preço das moedas. Com a Meu Câmbio você tem acesso a toda a informação que precisa para escol […] LEIA MAIS


19/05/2020 – Panorama de mercado semanal

Acompanhe semanalmente a evolução da cotação do dólar, euro e saiba tudo que pode influenciar o preço das moedas. Com a Meu Câmbio você tem acesso a toda a informação que precisa para escol […] LEIA MAIS

Recentes


02/06/2020 – Panorama de mercado semanal

Acompanhe semanalmente a evolução da cotação do dólar, euro e saiba tudo que pode influenciar o preço das moedas. Com a Meu Câmbio você tem acesso a toda a informação que precisa para escol […] LEIA MAIS


19/05/2020 – Panorama de mercado semanal

Acompanhe semanalmente a evolução da cotação do dólar, euro e saiba tudo que pode influenciar o preço das moedas. Com a Meu Câmbio você tem acesso a toda a informação que precisa para escol […] LEIA MAIS