Bem-vindo, CITRUS 7
TOTAL TRANSFERIDO BRL 1500,00 ECONOMIZADO BRL 44,00

Panorama de Mercado

11 de junho , 2019 | em #MeuCâmbio |

Acompanhe semanalmente a evolução do preço do dólar, euro e saiba tudo que pode influenciar o preço das moedas. Com a Meu Câmbio você tem acesso a toda a informação que precisa para escolher a melhor hora de realizar suas operações cambiais.

Cenário interno

Política

  • A Caixa anunciou ontem redução dos juros do financiamento da casa própria. Na segunda-feira, a menor tarifa passará de 8,75% mais Taxa Referencial (TR, atualmente em zero) para 8,5% mais TR e a maior cairá de 11% mais TR para 9,75% mais TR. Os novos valores valerão tanto para os empréstimos via SFH, para imóveis de até R$ 1,5 milhão, quanto para os feitos pelo SFI (acima de R$ 1,5 milhão). O banco também deve liberar nas próximas semanas a concessão de empréstimos indexados pelo IPCA (índice de inflação). A Caixa ainda divulgou condições para renegociação de dívidas imobiliárias. As medidas atingem 589 mil contratos – pode até haver perdão de multas. Para o SecoviSP, o movimento do banco deve ajudar milhares de famílias, mas poderia ter sido mais “ousado”. (Fonte: Estadão)
  • O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu ontem (06/06) que a venda ou a mudança de controle acionário de subsidiárias de estatais não precisa ser aprovada pelo Congresso nem necessita de licitação. A Corte, porém, proibiu o governo de vender a “empresa-mãe” – a empresa pública ou a sociedade de economia mista – sem autorização do Legislativo. A Petrobrás tem 36 subsidiárias. Com a decisão do Supremo, a petroleira espera poder colocar em prática seu plano de venda de ativos, com o qual calcula que arrecadará US$ 26,9 bilhões. Já uma eventual decisão de privatização da estatal precisaria passar pelo Congresso. Após o julgamento, o ministro Edson Fachin revogou a liminar que travou a venda da Transportadora Associada de Gás (TAG), da Petrobrás, por US$ 8,6 bilhões. Segundo o governo, há 134 empresas estatais no País, sendo 88 subsidiárias. (Fonte: Estadão)
  • A Polícia Federal investiga ataques de hackers aos celulares do ministro Sérgio Moro (Justiça) e de procuradores da República que atuam nas forças-tarefas da Lava Jato em Curitiba, no Rio e em São Paulo. Ontem, o site The Intercept Brasil divulgou o suposto conteúdo de mensagens trocadas por Moro, quando era juiz federal, e integrantes do MPF, como o procurador Deltan Dallagnol. A Polícia Federal instaurou há cerca de um mês um inquérito para investigar ataques feitos por hackers aos celulares de procuradores da República que atuam nas forças-tarefas da Lava Jato em Curitiba, no Rio e em São Paulo, segundo apurou o Estado com uma fonte a par da investigação. Há 4 dias, outro inquérito foi aberto para apurar ataques ao celular do ministro da Justiça, Sérgio Moro. Ontem, o site The Intercept Brasil divulgou o suposto conteúdo de mensagens trocadas pelo então juiz federal Sergio Moro e por integrantes do Ministério Público Federal, como o procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa em Curitiba. (Fonte: Estadão)

Economia

  • A balança comercial brasileira teve superávit de US$ 6,422 bilhões em maio, informou nesta segunda-feira (03) o Ministério da Economia. O resultado foi o terceiro melhor já registrado para meses de maio e representa um crescimento de 5,8% em relação ao mesmo período do ano passado. (Fonte: G1)
  • O Banco Mundial revisou para baixo nesta terça-feira (4) as suas previsões para o crescimento mundial e também para o desempenho do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro em 2019. A instituição acredita agora que o Brasil irá crescer 1,5% neste ano, ante previsão anterior de 2,2%, divulgada em janeiro. Para 2020, a previsão é de alta de 2,5% do PIB. (fonte: G1)
  • Representantes de Brasil e Argentina discutiram a criação de uma moeda comum, o “peso real”, em reunião com a presença de empresários. A gestão de Mauricio Macri quer esperar as eleições de outubro antes de avançar nas negociações. Em apoio à reeleição de Macri, Bolsonaro, em Buenos Aires, pediu aos argentinos que votem com razão, não com emoção. (Fonte: Estadão)
  • O Ministério da Agricultura suspendeu, temporariamente, a exportação de carne bovina para a China em razão do caso atípico de encefalopatia espongiforme bovina (EEB) confirmado em Mato Grosso pela pasta no dia 31 de maio. A doença é conhecida como “mal da vaca louca”. (Fonte: Estadão)

Empresas

  • A Odebrecht S.A. está mais perto do que esperava da entrega de um pedido de recuperação judicial à Justiça. A Caixa Econômica Federal e o Banco Votorantim indicaram ao grupo que podem executar empréstimos concedidos à holding, após a Atvos, braço sucroenergético, ter recorrido à recuperação judicial na semana passada. Isso porque ambos os bancos não têm suas dívidas garantidas por ações da Braskem, ao contrário de outros bancos. Uma reunião deve ocorrer hoje. A nova direção da Caixa estaria inclinada a fazer valer os contratos e cláusulas de proteção. O raciocínio da Caixa seria não assumir o ônus de créditos mal sucedidos de gestões passadas. A nova gestão já tomou o cuidado de fazer, no ano passado, provisões para possíveis perdas com a holding. (Fonte: Estadão)
  • A venda de ativos de empresas e bancos públicos via Bolsa começa a trazer para o mercado a movimentação de uma quantia significativa de recursos. Após a Petrobrás anunciar na sexta-feira que a venda de sua participação na BR Distribuidora colocará R$ 8 bilhões em seus cofres, a petrolífera divulgou ontem que a Caixa quer vender suas ações da empresa, por R$ 7,2 bilhões. Anteriormente, a Caixa já havia vendido seus papéis da IRB Brasil Re, por R$ 2,5 bilhões. Todas operações aconteceram ou serão feitas pela Bolsa. (Fonte: Estadão)

Previdência

  • A retirada dos Estados da reforma da Previdência tem potencial para mantê-los no rastro de uma trajetória explosiva do rombo nos regimes de aposentadoria e pensão dos servidores estaduais. O déficit, que hoje se aproxima de R$ 100 bilhões por ano, tende a quadruplicar até 2060, caso nada seja feito. O passivo previdenciário atual e futuro dos Estados é maior inclusive que a dívida desses governos com a União e com bancos, alerta a Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado. (Fonte: Exame)
  • Um grupo de 25 governadores divulgou, nesta quinta-feira, dia 6, uma carta pública em apoio à manutenção de estados e municípios na reforma da Previdência. Ficaram de fora do endosso à reforma os governadores da Bahia e do Maranhão. O assunto tem gerado impasse na Câmara dos Deputados, onde tramita a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 6/2019), e governadores têm se articulado para pressionar o Congresso Nacional a incluir o tema na proposta. (Fonte: Canal Rural)
  • Mudanças em estudo pelo relator nas regras do abono salarial anual no projeto da reforma da Previdência podem derrubar em cerca de R$ 80 bilhões a economia esperada pelo governo. A ideia original do governo era limitar o abono salarial a quem ganha salário mínimo (R$ 998) – hoje, é pago a quem recebe até dois mínimos. Essa mudança proporcionaria uma economia de R$ 169,4 bilhões em 10 anos, nas contas do governo, mas vinha enfrentando resistências da oposição. A proposta em análise pelo deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) é restringir o pagamento do benefício a quem ganha até 1,4 salário mínimo (R$ 1.397,20). O relator também pode rever a proposta do governo de permitir a concessão de pensões por morte abaixo do salário mínimo. (Fonte: Estadão)

No cenário externo:

  • A inflação na Venezuela ultrapassa mais de 1 milhão por cento, segundo dados do Fundo Monetário Internacional (FMI). Milu de Almeida, conselheira das comunidades pela Venezuela, diz que o povo que ganha um salário mínimo não consegue chegar aos produtos e dá um exemplo: “um litro de leite está em 12 mil [bolívares], e o salario mínimo é de 40 mil”. Muitos dos comerciantes, como já não confiam no valor da moeda oficial, pedem as trocas comerciais em dólares, “o que é ilegal”, afirmou Milu. (Fonte: Agência Brasil – EBC)
  • A taxa de desemprego da zona do euro recuou de 7,7% em março para 7,6% em abril, atingindo o menor nível desde agosto de 2008, segundo dados com ajustes sazonais divulgados hoje pela agência oficial de estatísticas da União Europeia, a Eurostat. Analistas consultados pelo The Wall Street Journal previam manutenção da taxa em 7,7%. (Fonte: Exame)
  • O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou no segundo dia de sua visita a Londres que espera alcançar um “acordo comercial muito substancial” com o Reino Unido após a saída do país da União Europeia (UE). “Acredito que teremos um acordo comercial muito, muito substancial”, afirmou Trump antes de conversar sobre comércio com empresários britânicos e americanos ao lado da primeira-ministra Theresa May, que pediu a construção de uma associação econômica “ainda maior” entre os países. (Fonte: Terra)
  • O Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro cresceu 0,4% no primeiro trimestre de 2019 ante o último trimestre de 2018 e teve expansão de 1,2% na comparação anual, segundo dados finais divulgados hoje (06/06) pela agência oficial de estatísticas da União Europeia, a Eurostat. (Fonte: Isto é)
  • O ministro britânico das Relações Exteriores, Jeremy Hunt, um dos candidatos ao cargo da ex-premiê Theresa May, disse neste domingo (9) que a chanceler alemã, Angela Merkel, sinalizou que a União Europeia (UE) está disposta a renegociar o acordo do Brexit. Hunt, um dos muitos candidatos conservadores na disputa pela vaga de May após sua renúncia à liderança do partido, na sexta-feira, contou ter conversado com Merkel durante as cerimônias esta semana pelo 75º aniversário do Desembarque na Normadia. (Fonte: Exame)
  • O presidente dos EUA, Donald Trump, suspendeu seu plano de punir o México com tarifas em razão do grande fluxo de imigrantes ilegais que têm entrado no país. O líder americano tuitou que o governo de Andrés Manuel López Obrador concordou em adotar fortes medidas para frear a entrada nos EUA de centro-americanos. Trump havia dado um ultimato ao México e anunciado que aplicaria tarifas progressivas, começando em 5%, aos produtos exportados pelo vizinho, a partir de segunda-feira. “Tarifas previstas para serem implementadas pelos EUA na segunda-feira contra o México estão suspensas por tempo indeterminado”, escreveu. O presidente americano disse que as medidas prometidas pelo México vão “reduzir grandemente, ou eliminar, a imigração ilegal vinda do México para os EUA”. (Fonte: Estadão)
  • Milhares de pessoas entraram ontem na Colômbia a partir da Venezuela depois que o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, determinou na sexta-feira a reabertura de um dos principais postos de fronteira, fechado havia quatro meses. Venezuelanos formaram longas filas para entrar no país vizinho em busca de comida e remédios, usando duas pontes internacionais próximas à cidade de Cúcuta. Muitos produtos básicos já não são encontrados. Do lado colombiano, oficiais checavam documentos de quem queria entrar. Muitos carregavam crianças nos ombros. (Fonte: Estadão)

Dólar e aversão ao risco

(índice de volatilidadedos preços das opções do S&P 500)

O VIX trabalhou na semana com pouca volatilidade, sendo que na média operou a 16,23 contra 17,80 da semana anterior.

Dólar index

(relação do Dólar com uma cesta de moedas)

O dólar operou estável contra cesta de moeda tendo trabalhado na última semana na média de 96,90

Perspectivas

A previsão do dólar para 2019

As expectativas dos 106 economistas consultados pelo Banco central para 30/06/2019 são:

  • Valor mínimo esperado: R$ 3,50
  • Valor médio esperado: R$ 3,91
  • Valor máximo esperado: R$ 4,10

Dólar americano hoje:

Às 16h15 o dólar comercial apresentava queda de 0,96% cotado a 3,8466.

O dólar turismo neste mesmo horário é oferecido pela Meu Câmbio a R$ 3,951 + IOF.

 

Dólar

Período

Variação

11/jun/19 -0,96%
1 semana -0,26%
1 mês -3,27%
No ano -0,75%

Euro hoje:

Às 16h15 o euro comercial apresentava queda de 0,84%, cotado a R$ 4,358.

O euro turismo neste mesmo horário é oferecido pela Meu Câmbio a R$ 4,485 + IOF.

Euro

Período

Variação

11/jun/19 -0,84%
1 semana 0,39%
1 mês -2,22%
No ano -1,67%

 


RELACIONADOS


Panorama de Mercado

Análise Meu Câmbio Acompanhe semanalmente a evolução do preço do dólar, euro e saiba tudo que pode influenciar o preço das moedas. Com a Meu Câmbio você tem acesso a toda a informação […] LEIA MAIS


É mais barato comprar passagem aérea durante a madrugada?

Na hora de planejar uma viagem surgem várias dúvidas, sendo a mais comum sobre as passagens aéreas. “Qual o melhor horário para comprar?” “Existe algum período em que os voos estão mai […] LEIA MAIS

Recentes


Panorama de Mercado

Análise Meu Câmbio Acompanhe semanalmente a evolução do preço do dólar, euro e saiba tudo que pode influenciar o preço das moedas. Com a Meu Câmbio você tem acesso a toda a informação […] LEIA MAIS


É mais barato comprar passagem aérea durante a madrugada?

Na hora de planejar uma viagem surgem várias dúvidas, sendo a mais comum sobre as passagens aéreas. “Qual o melhor horário para comprar?” “Existe algum período em que os voos estão mai […] LEIA MAIS