Bem-vindo, CITRUS 7
TOTAL TRANSFERIDO BRL 1500,00 ECONOMIZADO BRL 44,00

Takanakuy: a tradição peruana para resolver desavenças antes do fim do ano

26 de dezembro , 2019 | em #MeuCâmbio |

Mulheres, crianças e homens se reúnem para trocarem socos e pontapés e encerrarem problemas.

Não tem nada melhor do que resolver os conflitos do ano antes dele o mesmo se encerrar, não é mesmo? Afinal, ninguém quer um início com pendências. E existem diversas formas de se acertar com as pessoas que lhe fizeram mal. Alguns conversam, outros mandam presentes, mas no Peru as coisas são diferentes. Lá, eles participam do Takanakuy. Você sabe o que é essa celebração? 

Se você pensa que o espírito natalino de paz, amor e carinho é o que rege o evento, está muito enganado, porque isso passa longe quando o assunto é o takanakuy. Ao invés da troca de palavras harmônicas, os peruanos trocam socos. Isso mesmo! E esse é o momento de resolver as desavenças feitas durante o ano. Porém, os conflitos não são o principal motivo para participar da tradição. Muitas pessoas se submetem a essas lutas para honrar a família.

O evento que ocorre todo dia 25 de dezembro não priva ninguém de participar. Tanto homens, como mulheres e crianças, podem ir ao campo de luta dar um fim nos problemas anuais. Nas lutas masculinas, as ações mais comuns são os socos. Já nas nas femininas, os chutes e pontapés são os golpes mais tradicionais.

Takanakuy, que significa “quando o sangue está fervendo”, é uma tradição indígena que vem dos Chumbivilcas, uma comunidade próxima a Cuzco. O evento é tão importante, que requer uma preparação para participar e assistí-lo, incluindo vestimentas típicas. Muitos dos lutadores utilizam máscaras de esqui coloridas e penduram bichos de pelúcia em cima da cabeça, com o objetivo de intimidar o oponente. As mulheres, têm o costume de trançar os cabelos e colocarem suas melhores saias e chapéus para assistir o confronto. 

Não pense que porque a luta livre é realizada na praça de touro local, que não existem regras. No Takanakuy é preciso abraçar o adversário antes da briga, e não é permitido agredir o oponente quando ele está caído: a luta só é válida enquanto ambos encontram-se em pé. Caso o lutador descumpra com o regulamento, não sairá impune, mas castigado, sendo supervisionado por árbitros, que geralmente são as autoridades locais. Algo interessante do Takanakuy, é que apesar do evento ser um confronto agressivo, o índice de lesão é baixo, e, reza a lenda, que você sai sangrando, porém, com as desavenças resolvidas, pode até voltar a ser amigo do oponente.  

Visto de fora, o Takanakuy até parece uma exposição irracional à violência, porém, esse é um patrimônio cultural do povo chumbivilcas. Para eles, é uma maneira de eliminar as energias negativas e resolver as desavenças de uma forma honrosa e limpa, uma vez a que as pessoas se prontifiquem a participar do evento. Se você quer sair do natal tradicional e curtir uma experiência totalmente diferente o Takanakuy é ideal para você. Confira também as celebrações que estamos mais acostumados, como: a magia do natal de Nova York e o natal europeu


RELACIONADOS


02/06/2020 – Panorama de mercado semanal

Acompanhe semanalmente a evolução da cotação do dólar, euro e saiba tudo que pode influenciar o preço das moedas. Com a Meu Câmbio você tem acesso a toda a informação que precisa para escol […] LEIA MAIS


19/05/2020 – Panorama de mercado semanal

Acompanhe semanalmente a evolução da cotação do dólar, euro e saiba tudo que pode influenciar o preço das moedas. Com a Meu Câmbio você tem acesso a toda a informação que precisa para escol […] LEIA MAIS

Recentes


02/06/2020 – Panorama de mercado semanal

Acompanhe semanalmente a evolução da cotação do dólar, euro e saiba tudo que pode influenciar o preço das moedas. Com a Meu Câmbio você tem acesso a toda a informação que precisa para escol […] LEIA MAIS


19/05/2020 – Panorama de mercado semanal

Acompanhe semanalmente a evolução da cotação do dólar, euro e saiba tudo que pode influenciar o preço das moedas. Com a Meu Câmbio você tem acesso a toda a informação que precisa para escol […] LEIA MAIS